Demi Lovato abre intensamente seu coração no novo documentário “Dancing With the Devil”

demi-Lovatto

Demi Lovato é uma cantora excepcional, com performances vocais e de interpretações ímpares, que a eleva a um nível inigualável junto à outras divas da música pop, porém, atrás dos holofotes, todos sabemos que sua vida é bastante conflituosa e ultrajante, com recaídas desiquilibradas e desregradas entre rotinas descontroladas, somadas com uso de drogas lícitas e ilícitas, fazendo com que o estresse acumulado tomasse conta por completo e dominasse a vida da artista, levando-a a um colapso facultativo de seus sentidos, como se sucedeu em sua última overdose em 2018, quando quase levou Demi a morte.

São esses momentos, sintetizados ao apoio e colaboração de amigos, familiares e fãs, que Demi se reergueu e hoje pode contar seus carmas e momentos desordeiros, que ela pode se expressar em seu novo documentário, que será lançado no dia 23 de março, no Youtube, Dancing With the Devil, que mostra um lado pessoal que a mídia e nem ninguém soube o que aconteceu, aonde a artista contou detalhes de sua hospitalização e dos excessos exorbitantes de tóxicos utilizados por ela, entre esses, heroína, em que ela assumiu ter usado no trailer lançado nesta semana, que comoveu e impressionou os seguidores e admiradores de Lovato.

documenta-rio-demi-lovato

Eu tive muito a dizer nos últimos dois anos, querendo deixar claro o que aconteceu. (…) Sempre que você suprimir uma parte de si mesmo, ela transbordará. Cruzei uma linha que nunca deveria ter cruzado. (…) Tive três derrames e um ataque cardíaco. Meus médicos disseram que eu tinha de cinco a dez minutos”, revelou Demi Lovato.

O documentário contou com relatos de pessoas próximas a cantora, como seus pais, sua irmã, amigos, familiares e também com ícones relevantes da cena pop cultural, como Elton John e Christina Aguilera, que expressou total apoio e condolências a vida punk que Demi estava vivendo e quão ela tinha forças para sair dessa e voltar a brilhar por seu talento singular e eloquente.

demi-lovato-trailer-1

O filme ainda traz momentos conturbados de seu prévio noivado, com o cantor e ator Max Ehrich, que durou apenas dois meses, mas muitos conflitos na relação de ambos, o que acabou repentinamente, mas cada um seguindo sua vida e focando em suas respectivas carreiras.

demi-lovato-trailer2

 

Dancing With the Devil questiona sobre Demi estar realmente sóbria nos tempos de hoje com icógnitas, deixando os fãs apreensivos e sensibilizados, alvorançando o suspense no filme, com exposição profunda de suas recaídas, em que ela abre seu coração e expressa suas consternações.

 

O documentário foi filmado durante o ano de 2018, enquanto Demi ainda estava realizando a Tell Me You Love Me World Tour, quando ela assumiu sua recaída em sua sobriedade, quando lançava single ‘Sober‘, mostrando a vida árdua e hóstil que ela viveu durante os últimos três anos.

CF59-B990-ED14-440-F-8-C13-E536-C0-A7-EB12

Além do documentário, Demi ainda está preparando novos projetos autorais, como o novo álbum que deve ser lançado no próximo ano. O último lançamento da cantora foi o single ‘Commander In Chief’, apresentado como tema das eleições nos Estados Unidos.

 

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s