“Céu Sem Estrelas”, de Iris Figueiredo vai ganhar adaptação para as telonas

Eve-TAd-IXIAc7-KZy

Um dos primeiros livros da autora carioca Iris Figueiredo, Céu Sem Estrelas, será adaptado para às telonas, pela produtora Elo Company, como confirmou a editora nas redes sociais, que ainda exaltou quão a escritora está animada após ter assinado o contrato com a companhia para adaptar a história para o audiovisual.

A obra que foi lançada em 2018, conta a história de Cecília, uma jovem que acabou de completar 18 anos e ainda têm muito há trilhar em sua jornada na vida, entre dramas e conflitos, com ela e sua família, ela decide passar uns tempos na casa de sua melhor amiga, Iasmin, quando a garota conhece Bernardo, o irmão mais velho de Iasmim, e desde então, esse encontro passa a virar um relacionamento.

ceusemestrela

Mas, o que Cecília não contava que apesar de ambos estarem apaixonados um pelo outro, Bernardo ainda esconde alguns traumas de relacionamentos passados, e terá de se redescobrir e reaprender a amar novamente, para finalmente adentrar de cabeça nesta paixão que nasceu entre os dois. Enquanto isso, Cecília lida com sua insegurança em relação ao seu corpo e as ilógicas ideias que surgem na sua cabeça.

Essa é uma obra que trata mais do que apenas um romance e conflitos adoelescentes, mas sim, aborda temas um pouco mais densos que afetam qualquer pessoa, em qualquer idade, como depressão, ansiedade, ataques de pânicos e autoflagelação, apesar de que quando se é mais jovem, problemas assim somam em difusões e abalos catastróficos mentais e emocionais, com a pressão do início da vida adulta, as pessoas acabam ficando mais suscetíveis a esses embaraços, como os que abalaram Cecília, fazendo-a entrar numa espiral destrutiva de si mesmo.

156233023-185759622985366-9195077047100133215-n

Céu Sem Estrelas traz de forma sútil e despretensiosa como relação e sentimentos podem ser difícieis e pesados, para àqueles são muito sensíveis, em uma realidade tão árdua e inquietante, que cobra em demasia, mas não dá apoio para suportar as pressões comum da rotina.

O projeto do longa ainda encontra-se está em fase de desenvolvimento, e diretor e elenco devem ser definidos em breve.

No final de Fevereiro, Iris lançou seu novo álbum, que uma sequência de Céu Sem Estrelas, intitulado Pisando em Nuvens, a trama mostra um drama, com muitos conflitos e romances, e a luta exaustiva e esperançosa de uma jovem, Taís – que é prima de Cecília – a escolher sobre seu futuro e os enfrentamentos para consumar sua pretensão.

 

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s