Radioactive – Uma biografia fantástica de uma mulher notável

radioactive-img00

O filme em alta no momento é a biografia da professora e doutora Marie Sklodowska-Curie, a famosa Madame Curie, que foi uma mulher notável e avançada para sua época, além de ter sido a primeira a ingressar na faculdade e ganhar o Prêmio Nobel.

O longa Radioactive estreou na noite de encerramento do Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2019, e estrearia nos cinemas em 2020, mas devido a pandemia de COVID-19, o filme foi lançado digitalmente no Reino Unido em junho de 2020 pelo StudioCanal e no streaming da Amazon Prime Video nos Estados Unidos em julho do mesmo ano.

Uma trama de força, poder e igualdade, já que na época de 1893 uma mulher não era aceita tendo poder e autoridade, ainda mais em fazer faculdade, por isso ela foi frequentemente rejeitada para financiamentos devido seu gênero, apenas quando ela entrou em parceria com o outros cientistas homens, o Doutor Pierre Curie e Henri Becquerel, que seu trabalho foi visto por todos e ambos ganharam o Prêmio Nobel de Física, e Pierre acabou se tornou seu marido ao decorrer desse trabalho juntos, em que ele lutou até o fim para que os dois compartilhassem, apesar de apenas ele haver sido convidado para premiação em Estocolmo na Suécia.

Além do preconceito por ser mulher, a cientista e revolucionária Marie Curie também sofreu xenofobia devido sua origem polonesa, mas isso nunca fez abaixar a cabeça, pois ela não perdeu sua identidade e acabou ensinando o idioma para suas filhas Irene e Eve.

A Madame Curie também foi a primeira mulher no corpo docente da Escola Normal Superior na Universidade de Paris, além dos diversos artigos sobre radiação que ela publicou, o Nobel de Física que finalmente foi reconhecida como uma das principais mentes do projeto e também anos mais tarde ela ganhou o Nobel de Química.

Durante a Primeira Guerra Mundial em 1914, ela e sua filha Irene, dirigiu uma unidade de raio-X, para determinar amputação, se realmente era necessária ou não aos soldados feridos, assim elas financiaram diversas unidades de diagnóstico vendendo suas medalhas de ouro do Prêmio Nobel.

Ao decorrer do filme biográfico, há cenas entrelaçadas na qual descrevem o impacto futuro de suas descobertas, incluindo radioterapia externa em um hospital em Cleveland em 1956, os bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki, testes de bombas nuclear em Nevada em 1961 e o desastre de Chernobyl em 1986. Em que a professora teve uma visão desses eventos antes de morrer em 1934, que logo após ela acorda no quarto do hospital e seu marido que sempre foi muito apaixonado por Curie e os dois deixam o local juntos a caminho do além.

O filme afirma que a unidade móvel dos Curie, radiografou mais de um milhão de homens durante a guerra, salvando inúmeras vidas, que sua pesquisa ainda seria utilizada para criar a radioterapia, graças a radioatividade artificial em 1935, um ano após sua morte.

Radioactive foi dirigido pela iraniana Marjane Satrapi e conta com Rosamundo Pike como a protagonista Madame Curie, Sam Riley, Aneurin Barnard, Anya Taylor-Joy e grande elenco.

A biografia pode ser assistida na Amazon Prime e agora na Netflix que já está disponível, para quem quiser conhecer mais do trabalho e a vida dessa mulher notável, que foi uma revolucionária para seu tempo, além de influenciar outras mulheres a seguirem na área da ciências.


Nota: ⭐⭐⭐

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s