“Sweet Tooth” – Um drama sobre a busca incessante da própria existência e da compaixão diante aos demais

Sweet-Tooth-Netflix-Header-1

Em uma época em que o mundo vivia um devastação árdua, ocasionada por um vírus que dizimou e isolou a humanidade, além de seres extraordinários, nascidos para serem um milagre, mas que acabaram se tornando dor e desolação diante a ganância dominada por pessoas que visam apenas o próprio ego e ascensão neste mundo, acreditando serem os únicos possuidores deste mundo.

Na série da Netflix, baseada na história em quadrinho da Vertigo, criada por Jeff Lemire, Sweet Tooth, que traz uma trama intensa e íngreme, de uma geração de crianças híbridas, nascidas diante a uma infestação mortal, em que um vírus letal assolou a sociedade e trouxe destruição e conflitos interpessoais, fazendo com que as todos se segregassem e entrasse até mesmo em um embate contra si mesmo, e a salvação desta união encontra-se no jovem menino-cervo Gus, que foi criado sozinho por seu Paba, e após sua morte, ele saiu pelo mundo, até encontrar o viajante solitário Jeeperd, que irá desvendar indícios de sua origem e existência, em uma jornada de aventura irão descobrir os significados mais inerentes da amizade, compaixão e afeição ao próximo, em uma caçada intensa pela sobrevivência e entidade.

OIP-1

Essa, é um drama de fantasia e imprevistos, em que os humanos estão num conflito distinto e paralelo contra si, um vírus devastador e a exploração de uma raça rara que está surgindo e pode ser tão impetuosa quão é demonstrada diante a realidade.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s