RETRATOS DE UMA GUERRA – UM FILME QUE MOSTRA A ARTE ACIMA DA GUERRA

retratos-de-una-guerra-filmelier

Está disponível na Netflix o filme Retratos de uma Guerra, um drama baseado no livro A Vida em tons de Cinza, da escritora norte-americana Ruta Sepetys. O longa chegou em julho no streaming e trata a história em plena a Segunda Guerra Mundial, na Lituânia, em 1941, onde uma família é deportada para Sibéria em meio ao desmantelamento brutal de Stalin na região do Báltico. Em um lugar aparentemente sem esperança, o amor é o único meio de sobrevivência.

A jovem Lina é uma garota de 16 anos, que sonha em ser artista, e faz talentosas obras de artes, esse sonho foi alimentado pelo seu pai, que deu sua vida, para salvar sua família e tantas outras na região.

O filme é um romance de guerra em meio ao período de ocupação soviética iniciado pelas tropas comandadas por Stálin, no começo da década de 1940, e tem direção de Marius A. Markevicius e o roteiro é de Ben York Jones.

retrato-de-uma-guerra-01

Os sonhos da garota, que foi alimentado pelo pai, não foi só com palavras, mas com gestos, como comprar kits de arte e auxiliar na inscrição da jovem na escola renomada de arte, mas Retratos de Guerra vai mais além disso, pois mostrará uma Lina que forjará seu pensamento e lapidará aquele talento no contexto histórico no qual está inserida, ela, seu irmão Jonas e sua mãe Elena, são levados para uma comunidade na Sibéria, onde são condenados sem acusação e julgamento a mais de vinte anos de trabalhos forçados, mas no desenrolar da trama Lina acaba encontrando Andrius.

O garoto, que vai ganhar todo carinho e amor pela menina, mas as tropas soviéticas irão os redimir pelos tais atos e o comandante em atuação na comunidade siberiana a qual a família é levada, é tomado pela vaidade. Os desenhos de Lina e a sua atravessada percepção de arte que ele faz com que a história ganhe outra forma.

lancamentos-online-da-semana-de-25-de-setembro-de-2020-retratos-de-uma-guerra10798

Por fim, a mensagem de Retratos de uma Guerra, é uma relação à função da arte no início da história, aparecendo como um bom comportamento aos ensinamentos do pai, pois nada vale nossas percepções e representações se deixarmos de lado o que a História – aliada à Arte – pode nos ensinar. O drama da guerra foi feita de forma reprodutiva, encontrando sua autonomia e alça, deixando um recado sobre a importância de nunca esquecermos dos traumas do passado, sem que soe forçado ou que tornasse um episódio específico de um conflito como ferramenta de generalização.

Retratos de uma Guerra é um filme de 2017, que conta com Bel Powley, Sophie Cookson e James Cosmo no elenco, além da Netflix, o longa também está disponível nas plataformas Claro Video, Now, Vivo Play, iTunes, Apple TV, Google Play, YouTube Filmes e Sky Play.

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s