Todos os posts de Fernanda

[CAIXA DE SOM] Banda Riviera mostra amadurecimento musical com o EP “Somos Estações”

13260203_561593540686708_1603726313268287838_n
Foto: Facebook oficial da banda.

O EP Somos Estações, da banda mineira Riviera, tem uma sonoridade que transita sutilmente entre as quatros estações do ano, elucidando sentimentos que tratam da relação do indivíduo com o universo. Continuar lendo [CAIXA DE SOM] Banda Riviera mostra amadurecimento musical com o EP “Somos Estações”

[CABINE DA PIPOCA] A ERA DO GELO 5 SE APROXIMA DOS CINEMAS NACIONAIS

13164350_1092339037503457_4657253414673115001_n
Foto: A Era do Gelo/Facebook Oficial.

Dando continuidade à história, o atrapalhado esquilo Scrat durante mais uma busca incessante pela sua noz, é impulsionado ao universo, onde desencadeia vários eventos que colocam em risco A Era do Gelo. Continuar lendo [CABINE DA PIPOCA] A ERA DO GELO 5 SE APROXIMA DOS CINEMAS NACIONAIS

[TOTAL FLEX] EXPO GIZ NO CHÃO COLORE AVENIDA PAULISTA

DSCF1720
Palhaço Barbante interage com criança durante intervenção. Foto: Fernanda Pereira.

As calçadas da Avenida Paulista são palcos para as mais diversas expressões artísticas, principalmente aos fins de semana. A cada metro quadrado encontra-se uma história nova a ser descoberta. Vendedores de artesanato, músicos, atores, pintores… Todas essas pessoas transformam esse endereço em um dos lugares mais adorados e frequentados pelos moradores da cidade. Continuar lendo [TOTAL FLEX] EXPO GIZ NO CHÃO COLORE AVENIDA PAULISTA

[CAIXA DE SOM] “O AMOR EXISTE” LANÇA CD EM SHOW INTIMISTA NA RUA AUGUSTA

DSC_0222
O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira

No último sábado, 30, os gaúchos d’O Amor Existe fizeram o show de lançamento do novo álbum Transbordar. A abertura ficou por conta de Matheus Nunes, Letícia Ferrari, Meu Nome é Um Verbo, O Grande Babaca e Tay Galega. Os shows começaram por volta das 17h e o frio de 12° não espantou os fãs, que lotaram o pub Augusta 3.3.9.

DSC_0040
Meu Nome É Um Verbo. Foto: Gabriela Alves.

O primeiro a se apresentar foi Matheus Nunes, seguido de Letícia Ferrari que aqueceu o público com um show acústico. No setlist misturou músicas autorais e covers, entre eles Lanterna dos Afogados. Logo depois foi a vez do Meu Nome é Um Verbo, projeto solo do vocalista Caio que conta com a ajuda de alguns amigos nas apresentações. Entre as músicas tocadas estava Além de Nós, composta para a mãe do vocalista há cerca de um ano. O Grande Babaca fez um dos shows mais plugados da noite.

DSC_0136
Tay Galega. Foto: Gabriela Alves.

Tay Galega era uma das mais esperadas e começou a cantar por volta das 21h. Rolou cover de Pode Ir, do cantor Teco Martins, e Envolvidão, do Rael. Tay revelou que dia 22 de maio fara o último show da tour Respeito e União, no  e vai contar com participação especial de Larissa Baq e Esteban Tavares. Depois disso, ficará um tempo longe dos palcos preparando um novo show. Durante a música Minha Menina, Tay chamou uma fã ao palco para cantar com ela, assim como faz em todas as apresentações.

DSC_0192

Leandro Neko, d’O Amor Existe. Foto: Gabriela Alves.

Depois de dois EP’s lançados, sábado foi a vez de Leandro Neko e Anna Sofya apresentarem ao vivo pela primeira vez o primeiro álbum completo d’O Amor Existe: Transbordar.

O show contou com um setlist que mesclou músicas dos três trabalhos da dupla. Neko, vestindo uma camiseta da banda City and Colour, da qual é fã declarado, fez questão de contar a história de cada música antes de tocá-las. Disse, por exemplo, que Final Feliz foi composta quando ele estava em um momento de desilusão com as pessoas. “Foi aí que eu descobri que eu sou o meu próprio final feliz”, explicou o músico. Também contou que a música Como O Meu Coração Foi Gostar do Teu? foi composta por causa do filme Se Eu Ficar, assistido por ele durante a virada do ano enquanto estava sozinho em casa. O show foi finalizado por volta das 23h com a música O Amor Existe, homônimo do projeto.

Sobre O Amor Existe

DSC_0164
O Amor Existe. Foto: Gabriela Alves.

O projeto iniciou em agosto de 2014 liderado somente por Neko. Começou com uma página no facebook, depois virou livro e desses textos surgiram as músicas. Os lançamentos acontecem em formato de combo: livro + EP + produtos oficiais. O primeiro combo foi Escrevendo Pra Ninguém, seguido de Aqui Não Tem Nada Que Tu Já Não Tenha Ouvido Por Aí, e por fim o último, Transbordar, lançado nas plataformas digitais dia 31 de março e presencialmente nesse último sábado. Há cerca de um ano, a convite de Neko, Anna Sofya passou a fazer parte do projeto.

Saiba mais sobre O Amor Existe:

SiteFacebook | Twitter | Instagram | YouTube | SpotifyLoja

Mais fotos:

DSC_0031
Letícia Ferrari. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0035
Letícia Ferrari. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0040
Meu Nome É Um Verbo. Foto: Fernanda Pereira
DSC_0045
Meu Nome É Um Verbo. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0060
O Grande Babaca. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0064
O Grande Babaca. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0107
Tay Galega. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0111
Tay Galega. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0139
Tay Galega e fã durante a música “Minha Menina”. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0153
Tay Galega brincando com fã durante a música “Minha Menina”. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0167
O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0173
Leandro Neko, d’O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0175
Anna Sofya, d’O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0178
Leandro Neko. d’O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0201
Anna Sofya, d’O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira.
DSC_0179
O Amor Existe. Foto: Fernanda Pereira.

Texto por: Fernanda Pereira
Colaboração: Gabriela Alves

[CAIXA DE SOM] FEELING PRO ROCK MOSTRA QUE A CENA INDEPENDENTE ESTÁ VIVA

Zimbra Gabriela
A banda Zimbra emocionou os fãs com um dos shows mais aguardados do dia. Foto: Fernanda Pereira.

Com mais de 12h de shows, mesclando bandas underground e nomes consagrados do cenário, o festival Feeling Pro Rock aconteceu no ultimo sábado, 16, no espaço Victory e reuniu mais de 3000 amantes do rock nacional em sua primeira edição.
Desde as 11h os fãs lotaram o local para assistirem aos shows das bandas Cartas de Bordeaux, Holiman, Alaska, Pier 13, Insana, NewTrade, Test Drive, On Target, Luanda, Only, Finger Hooks, Terra do Nunca, Zimbra, Drive-In, Medulla, Gloria, Vespas Mandarinas, Fresno e Nx Zero. Com shows alternados entre dois palcos, o palco Monster e o palco Us Boards, as apresentações cumpriram os horários previstos pela produção e os fãs ficaram surpreendidos pela pontualidade do evento.

only 8
A Only apresentou músicas de seus dois ep’s, além de cover da música Dream On, do Aerosmith. Foto: Fernanda Pereira

Desde o backstage, até o momento do show, o clima de parceria era evidente entre as bandas. A Only, por exemplo, fazia a montagem dos equipamentos no palco Monster enquanto a banda Luanda se apresentava no palco Us Boards, mas não deixou de interagir com eles, cantando e curtindo o show. Esses gestos representam a união existente na cena do rock nacional e diversas bandas ressaltaram, durante os shows, a importância de eventos que promovam a troca de experiências entre elas.

A banda Zimbra foi uma das mais aguardadas do dia e subiu ao palco por volta das 17h. “Evento foda, só banda foda, suporte de som foda”, disse o vocalista Rafael Costa, para descrever o show. A banda fechou a apresentação com os fãs emocionados, com as mãos para cima, cantando o refrão da música Viva, uma das mais pedidas por eles. Payke Mello, diretor de palco e técnico de som responsável pelo show da banda, afirmou que as suas expectativas foram atendidas.  “Ficamos muito satisfeitos com tudo, a galera pirou no evento e só tivemos boas críticas”, explicou.

Após um tempo longe dos palcos, a banda Drive-In fez o seu retorno no Feeling Pro Rock. Entre as bandas principais, essa é única com uma mulher no vocal. Ela fez piadas em grande parte da apresentação, inclusive sobre o sutiã que abriu durante o show.

O show da Fresno atrasou por motivos técnicos, mas a banda foi recebida pelos fãs com a frase: “Puta que pariu, é a melhor banda do Brasil: Fresno!”. Lucas Silveira fez questão de ressaltar a importância do festival e afirmou o fortalecimento da cena independente no país. Como de costume em todos os shows, ele fez um discurso antes de tocar a música Eu Sou a Maré Viva.“Nem tudo é como a gente quer e nem tudo é do jeito que a gente planejou nos nossos mais sinceros sonhos, mas eu acho que a pessoa de sorte é aquela que consegue administrar o que ela tem, que é somente este corpo e esta vida, e fazer do mundo um lugar melhor”, disse o vocalista. Nesse momento, os fãs estavam muito emocionados. A banda retirou duas músicas do setlist para tocar Cada Poça Dessa Rua Tem um Pouco de Minhas Lágrimas, atendendo ao pedido dos fãs. Lucas afirmou que um novo show será apresentado em breve para substituir a tour de 15 anos da banda.

O Nx Zero subiu ao palco às 22h15 e mesclou músicas de todos os álbuns na apresentação, mas deu ênfase ao último trabalho Norte, álbum que marca uma nova fase da banda. Entre uma música e outra, o vocalista Di Ferrero agradecia aos fãs por estarem lá até aquele horário e falou, como as demais bandas, sobre a importância de festivais para impulsionar o rock nacional.

nx 3.JPG
Nx Zero encerrou a primeira edição do festival. Foto: Fernanda Pereira.

Os produtores da Feeling Produções, organizadora do evento, subiram ao palco para sortear brindes das bandas para os fãs que chegaram cedo e, além disso, deram um recado: os preparativos já estão sendo feitos para a segunda edição do Feeling Pro Rock, marcada para setembro.

Veja mais sobre o Feeling pro Rock abaixo:

drive in 2
Banda Drive-In. Foto: Gabriela Souza.
only 1
Banda Only. Foto: Fernanda Pereira.
test drive
Banda Test Drive. Foto: Gabriela Souza.
on targed 1
Banda On Target. Foto: Gabriela Souza.
gloria
Banda Gloria. Foto: Fernanda Pereira.

 Texto por: Fernanda Pereira
Colaboração: Gabriela Souza

[CAIXA DE SOM] MIA WICTHOFF LANÇA EP “SURREAL”

12923226_1036505919767825_8275445123239148214_n

A cantora Mia Wicthoff  lançou na última sexta-feira, dia 8, o EP “Surreal”, primeiro da carreira solo. Após o término da banda CW7, da qual era vocalista, a curitibana não abandonou o meio artístico. Depois de um tempo se dedicando ao teatro, ela voltou ao cenário musical com o lançamento do novo trabalho.

cw7-1Agora, sem os ex-companheiros de banda Leo, Pipo e Paulinho, Mia apostou em músicas agitadas e calmarias no novo projeto. O EP contém 4 faixas: Paixonite Súbita, Melhor Erro, Surreal e Quinto Andar, e já está disponível nas plataformas digitais.

Além da paixão pela música, Mia também aposta na carreira de youtuber ao lado do namorado Pepê. Juntos, eles têm o canal Será que?, no qual ajudam os fãs que estão passando por problemas no relacionamento. É só enviar a pergunta para o email producaoseraque@gmail.com, toda terça-feira têm vídeo novo no canal.

maxresdefault (1)

Ouça Surreal:
iTunesGoogle PlaySpotifyDeezer 

Acompanhe as redes sociais da Mia:
Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

Por: Fernanda Pereira

[TOTAL FLEX] Feeling Pro Rock reúne grandes nomes da cena nacional

72332_241174869560672_2504618849771706464_n

O espaço Victory, em São Paulo, vai sediar no dia 16 de abril a primeira edição do Feeling Pro Rock, um festival com o objetivo de reunir grandes nomes do rock independente nacional em um mesmo show, misturando diferentes bandas já conhecidas na cena e algumas novas apostas do casting da produtora Feeling.

O line-up conta com as bandas Fresno, Nx Zero, Gloria, Vespas Mandarinas, Medulla, Drive-in e Zimbra, e abertura ficará por conta das bandas Only, Alaska, Insana Rock, PIER 13, On Target, Luanda, NewTrad, Test Drive, Terra do Nunca e Finger Rooks. O show é uma realização Feeling Produções.

SERVIÇO 

O que: Feeling Pro Rock
Quando: 16 de abril, sábado
Horário: Das 11h às 23h
Onde: Espaço Victory – ao lado da estação Penha (linha 3 – vermelha do metrô)
Endereço: Rua Major Angelo Zanchi , 825 – Penha
Classificação etária: 14 anos
Ingressos: Ingressos promocionais (mediante doação de 1kg de alimento) e meia entrada

Pista 
1º Lote R$40,00 (ESGOTADO)
2º Lote R$50,00

Backstage Premium 
1º Lote R$100,00 (ESGOTADO)
2º Lote R$120,00 (ESGOTADO)

Pista Premium
R$90,00

Contato: (11) 4508 3338 | feelingprorock@gmail.com

Vendas online | Pontos de venda

Para adquirir ingressos sem a taxa de conveniência, é só procurar um promoter oficial do evento. Confira a lista e onde encontrá-los.

Mais informações no evento oficial.

Por: Fernanda Pereira

[CANTINHO LITERÁRIO] Poetas Ambulantes espalham poesia pelos transportes públicos da cidade

DSC_0272
Os poetas acreditam que faz parte da natureza do artista ser um provocador.

Por volta das 19h do dia 11, uma sexta feira, um grupo de pessoas se reunia próximo às catracas da Estação Butantã, linha 4 – Amarela, carregando livros, poesia e vontade de difundir arte para quem estivesse por ali. São os Poetas Ambulantes iniciando mais uma intervenção urbana. O coletivo existe desde setembro de 2012, quando a primeira saída foi realizada. Ele surgiu a partir da iniciativa de duas amigas, Luz Ribeiro e Carol Peixoto, frequentadoras de saraus, que sentiram a necessidade de levar poesia para outros cantos da cidade.

Inspirados nos vendedores ambulantes, presentes diariamente nos transportes públicos, o coletivo percorre diferentes linhas de trens, ônibus e metrôs, declamando poesias e entregando livros aos passageiros que aceitam participar da intervenção.

Mas, antes de iniciar a ação, o coletivo se reúne em círculo para realizar uma espécie de oração e relembrar as principais instruções da intervenção. Ao final dessa reunião, os participantes entoam a frase lema do coletivo: “Uma vez Poetas Ambulantes e nada será como antes”. 

DSC_0263
Passageira ganha livro após declamar poesia.

O coletivo em si é composto por seis integrantes fixos, responsáveis por organizar as saídas, mas, como elas são abertas ao público, qualquer um pode participar. “Quanto mais gente puder vir e somar nesses dias, melhor”, explica a integrante Mel Duarte, 27.

Os encontros acontecem uma vez ao mês e as datas são divulgadas através das redes sociais do grupo. Embora alguns passageiros ironizem a ação, a maioria se agrada com a intervenção. “Por serem apresentações abertas, as pessoas se sentem muito à vontade”, diz o professor e também integrante do coletivo, Jefferson Santana, 27.

A respeito da crise política, social e econômica que o país enfrenta, eles reforçam a importância da poesia como forma de expressão. “Precisamos estar o tempo todo em debate e utilizar as palavras ao nosso favor, porque as pessoas têm muita dificuldade de encará-las. Elas sabem apontar, mas não sabem argumentar. A poesia tem um espaço muito positivo para ajudar nisso”, explica Mel.

Assuntos que estão em pauta no cotidiano, como redução da maioridade penal, foram temas de algumas saídas do coletivo para que os passageiros sejam provocados a refletir.  “A poesia é uma arma de combate”, finaliza Jefferson.

Acompanhe o coletivo pelas redes sociais:

Facebook | Instagram | Blog 

Texto e fotos por: Fernanda Pereira

[FOTOGRAFIA] UM DOMINGO NO PARQUE MINHOCÃO

Fechado para os carros e aberto para o público das 15h de sábado até as 6h30 de segunda-feira, o Elevado Costa e Silva é uma boa opção para quem deseja ter a oportunidade de olhar para a cidade de outra forma.

Os pedestres vão com as famílias, com os amigos, levam os bichinhos de estimação e ainda aproveitam para andar de bicicleta, patins e skate. Além disso, é possível assistir às apresentações do Grupo Esparrama, responsável pela intervenção cênica feita em um dos prédios. A temporada atual vai até o dia 27 de março, com a peça Esparrama pela Janela, às 16h.

Veja as fotos:

DSC_0338

DSC_0341

DSC_0360

DSC_0373

DSC_0384

DSC_0400

DSC_0453

Texto e fotos por: Fernanda Pereira

[TOTAL FLEX] Prédio no Minhocão exibe o espetáculo “Esparrama pela Janela”

DSC_0453
Grupo encerra apresentação soltando bexigas.

Da janela de um prédio no Minhocão, o Grupo Esparrama apresenta desde 2013, espetáculos teatrais para os pedestres que circulam pelo viaduto. Nessa temporada, é exibida a peça Esparrama pela Janela, todos os domingos, a partir das 16h, com 40 minutos de duração.

A intervenção cênica utiliza as duas janelas de um apartamento no terceiro andar do prédio São Benedito e conta a história de um morador que, cansado de receber os barulhos e incômodos da cidade, resolve transformar esse caos em música e poesia. Durante a apresentação, uma princesa, um palhaço, uma família de monstros, um casaco que ganha vida, entre outros personagens fantásticos, reproduzem esses incômodos de forma bem humorada e arrancam risadas da platéia. 

DSC_0394
Público assiste à apresentação a cerca de 7 m de distância da janela.

A proposta do grupo, formado por Rangel, Kleber Brianez, Ligia Campos, Luciana Gandelini e Rani Guerra, é modificar a relação que o ser humano estabelece com a cidade, exibindo uma nova forma de se fazer arte. “A gente vive em um mundo que nos absorve muito da realidade, um mundo cada vez mais virtual. Essas intervenções urbanas são como pontos de acupuntura que a gente faz na cidade, cada apresentação mostra que é possível enxergar as janelas e a cidade de uma forma diferente”, diz Iarlei Rangel, diretor do grupo.

Desde julho de 2015, o Minhocão passou a ser fechado para os carros e aberto para os pedestres das 15h de sábado até as 6h30 de segunda-feira. As pessoas vão para caminhar, levam os cachorros, andam de bicicleta, skate, patins e contemplam a paisagem. Recentemente, foi sancionada uma lei que o transforma em Parque Minhocão, garantindo o direito à segurança, serviço de iluminação e conservação.

Veja mais fotos:

DSC_0340
Placas sinalizam o local da apresentação.
DSC_0409
Personagens fantásticos dão vida à história.
DSC_0417
Espetáculo une música e teatro nas apresentações.
DSC_0446
Peça explora a relação entre homem e cidade.
DSC_0464
Grupo é formado por Iarlei Rangel, Kleber Brianez, Ligia Campos, Luciana Gandelini e Rani Guerra.

O que: Espetáculo Esparrama pela Janela
Quando: Temporada de 6 a 27 de março, aos domingos
Quanto: Gratuito
Local: Parque Minhocão
Como chegar: Descer na estação Santa Cecília (linha 3 – vermelha) e subir pelas alças de acesso do Minhocão. Placas sinalizam o local da apresentação.
Horário: Às 16h
Duração: 40 minutos
Classificação: Livre
Em caso de chuva, a apresentação é cancelada.

Mais informações através das redes sociais do Grupo Esparrama: Facebook | Instagram | Youtube

Texto e fotos por: Fernanda Pereira