Arquivo da tag: projeto

[Cyber Cult] Capa de invisibilidade está mais próxima de se tornar real

1310991344657-hp-capa-de-invisibilidade

Para quem gostar de dar fugidinha por aí, uma promessa está saindo dos livros e em breve estará nas prateleiras dos mercados.

Estou falando da “capa invisível” que está sendo elaborada por  pesquisadores da Queen Mary University of London, que transformam objetos usando um material com nano-partículas que pode melhorar propriedades específicas na superfície do objeto. Continuar lendo [Cyber Cult] Capa de invisibilidade está mais próxima de se tornar real

[Caixa Flex] Vão do MASP se transforma numa arena musical até Dezembro

Foto por: Pedro Ladeira
Foto por: Pedro Ladeira

Quem passa pela avenida Paulista sempre encontra músicos mostrando sua arte e obra ao decorrer da via, sempre tocando por amor a música e não para obter lucro ou fama, porém a partir desta quinta-feira, a música vai se concentrar no Vão do Masp, no projeto “Mùsica no Vão”, onde reunirá diversos artistas de vários nichos musicais, e ainda com uma feirinha gastronômica, resgatando a proposta de Lina Bo Bardi – arquiteta de projetou o MASP – para o espaço, transformando-o num lugar de lazer e convivência a comunidade. Continuar lendo [Caixa Flex] Vão do MASP se transforma numa arena musical até Dezembro

[Caixa de Som] Daniel Andrade delimita rótulos e traz sua essência musical à MPB

Foto por: Diego Teschi
Foto por: Diego Teschi

Nesta quarta-feira cinzenta e fria, pede um pouco de reflexões e calmarias do mundo caótico que se aflora lá fora, então apresento à tripulação d’O Barquinho Cultural o som de Daniel Andrade, mais conhecido também como, DnA. Continuar lendo [Caixa de Som] Daniel Andrade delimita rótulos e traz sua essência musical à MPB

[Cantinho Literário] Coral Casa das Rosas musicaliza a literatura

1460147795

Nesta quarta-feira, dia 27 vai rolar dentro do espaço Casa das Rosas o “Canta a Poesia – Coral Casa das Rosas”. O projeto busca fundir o universo da literatura e da música, cantando poemas de autores clássicos e desconhecidos da cultura brasileira, a direção musical e regência fica por conta do maestro Adilson Rodrigues.

coralA ideia da musicalização de poemas através da formação do coral surgiu em 2012, na própria Casas das Rosas. Para o maestro a experiência possibilita tanto para cantores quanto para o público a ampliação de suas percepções musicais e gosto pela poesia, como uma forma também de torna-las mais acessíveis.

Divulgação_Adilson_Rodrigues
Compositor e diretor musical, Adilson Rodrigues

O repertório de poemas musicalizados é formado por diversos compositores, outras canções foram criadas especialmente para as apresentações do coro.

Adilson Rodrigues é compositor, diretor musical de corais, grupos vocais e grupos de teatro, como Saia justa, De Canto em Canto, Oito de Paus, Canto do meio, Mulheres do Programa, Casa das Rosas e da Cia. Da Revista.

 

Serviço
Quando?
Quarta-feira, 27 de abril, às 19h30
Onde?
Avenida Paulista, 37, 01311-000 São Paulo
Quanto?
Entrada franca
Direção musical: Adilson Rodrigues

Mais informações

Contato Casa das Rosas | Site Casa das Rosas | Evento

coral1_foto-bianca-jhordc3a3o

Por: Gabriela Alves 

[Cantinho Literário] Literatura pelos ônibus da capital peruana

12508779_148054625571381_1515693363506679112_n

Como já sabem, aqui no OBC, buscamos o que há de interessante, rentável e também barato para a sociedade, não importa quem seja e nem de onde é, o que vale é divulgar e falar sobre literatura. Nesta semana falaremos sobre um aplicativo peruano que inciativa a leitura nos ônibus da capital, é o “Chup de Mango”.

O projeto incentiva a leitura pelas cidades peruanas, pois o usuário dos coletivos só baixam em seua smartphones ou tablets o QR Code, e depois lê várias obras literárias espalhadas pelos ônibus. Afinal hoje em dia todo mundo vive em função do celular, então nada mais justo que unir algo que as pessoas não tira da mão, com o incentivo a leitura para que todos tenham o hábito de ler, mas sem precisar tirar o aparelho das mãos.

12745798_170657686644408_6306870979809106672_nEsse projeto é para conscientizar as pessoas da capital peruana a lerem, já que em Lima há poucas bibliotecas públicas e o hábito da leitura é baixo, então o coletivo “Chup de Mango” tomou a iniciativa para que as pessoas leiam mais, espalhando pelos ônibus da cidade, vários trechos de obras, para que os usuários vejam e leiam através de seus aparelhos eletrônicos.

O projeto já existe há um ano e meio e a intenção dele é trabalhar junto com as pessoas que querem mudar o país através da leitura, ainda o “Chup de Mango” não tem apoio da prefeitura da cidade, mas os organizadores estão correndo atrás, para que esse simples e humilde projeto se torne hábito em Lima. Também há algumas ONGs que ajudam o projeto, além dos voluntários espalhados pela cidade que promovem o projeto através dos ônibus.

Esse projeto é pioneiro no Peru, porém no metrô de Medellín, na Colômbia já tem alguns pontos do Chup de Mango.

O projeto conta com obras populares como “O Pequeno Príncipe”, “Madame Bovary”, “Drácula”, “Dom Quixote” e outras que são de domínio público podem agora ser lidas em smartphones e tablets nos ônibus de Lima, através de códigos QR, graças a um projeto de incentivo à leitura.

12717784_170657646644412_9027127298745402263_nOs organizadores não tem ideia de quantos downloads foram feitos em um ano e meio, mas eles só sabem que desse tempo para cá o número de pessoas que compartilham da ideia pela internet só aumentou, e que a toda semana há mais uma nova linha de ônibus que agrega ao projeto.

Quem sabe um dia o Brasil se una ao Peru e esse projeto chega à nosso país, afinal assim como Peru e a Colômbia, o Brasil também precisa ser incentivado a leitura, mas de uma forma natural e não forçada, como dita a grande mídia.

Vamos torcer para que o Brasil se une com o Peru e esse projeto, chegue logo em nossa nação, pois seria uma boa ideia ter QR Codes literários, espalhados pelas grandes capitais brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre e Recife.

21513_169528423424001_1555799706930565388_n

Para conhecer mais sobre o projeto acesse, veja os endereços abaixo

Facebook | E-Mail

Por Priscila Visconti

[Cyber Cult] E-cig pode ser tão nocivo quão os cigarros convencionais

GTY_e_cigarette_jef_130923_16x9_608

A nova sensação entre os fumantes que querem evitar o tabaco enrolado nos cigarros, são os cigarros eletrônicos, ou então os e-cig ou vaping, que são aparelhos eletrônicos desenvolvidos com o objetivo de simular o ato de fumar.

Esse dispositivo produz uma fumaça sem nicotina, porém com vapor inalável, podendo ter com vários sabores diferentes, como de frutas, doces e bebidas, sendo uma alternativa peculiar aos fumantes, mas como dito acima, sem adição do tabaco.

Todavia, segundo uma pesquisa de Havard, esses cigarros não são uma alternativa segura e saudável com muitos há de pensar. Já que os vaping podem sim contem substâncias químicas nocivas, podendo causar doenças respiratórias e problemas nos pulmões, dificultado a respiração.

Os organizadores da pesquisa analisou 51 tipos de e-cig, e também alguns modelos líquidos, encontrando os compostos diacetil, acetoína ou 2,3-pentanodiona em 47 deles. Ainda mais, o que alegam que ficam isenta de nicotina não é tão verídico assim, já que os os autores do projeto encontraram diferentes níveis da substância nos cigarros eletrônicos, além de outras cancerígenas, como o formaldeído.

Hoje já são quase dois milhões de usuários do e-cig em todo o mundo, um aumento exorbitante de 2013, quando o número de “fumantes eletrônicos” eram de 660 mil, aumentando tanto em 2014 e sendo tendência uma no ano de 2015.

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Vó Tereza traz um mix de música, arte e alegria ao seu ritmo

10245337_816202601742069_1842938914509300255_n

Uma mistura de MPB, rock e groove, com vocais diretos e instrumentos afinados e conectados, a banda paulistana Vó Tereza traz a festa, a alegria e a união da casa da avó ao seu som, transportado pelo fone do music player.

Formado pelos músicos Natan Kurata (Vocal), Paulinha Malvar (Vocal), Fe Lima (Guitarra), Spiga Bastos (Guitarra), Marcelo Tuma (Percussão), Luca Gorga (Bateria) e Thiago Biral (Baixo), essa 992957_645412535487744_169720382_nformação já está junta a três anos, apresentando músicas autorais, com críticas sociais, relacionamentos e sobre a rotina diária de pessoas comum, que apenas visam o seu melhor, mas enfrentam os altos e baixos da vida, transcritos em poesia e harmonia.

O primeiro EP da banda “Não repare a Bagunça”, com produção de Leonardo Marques (Ekord) e Kako Ruiz (LIVE Talentos), o trabalho traz 5 canções cheias de energia, pluralidade rítmica e temas urbanos.

12115757_1137453339616992_5843117989375826764_nAlém disso, a Vó Tereza encabeça o projeto “Pé na Grama“, reunindo música e arte nas praças da cidade de São Paulo. Uma atitude totalmente independente que conta com o apoio dos seguidores da banda e os moradores das localidades de onde será realizado, com regulamentação junto às autoridades responsáveis e a manutenção do espaço pré e pós evento, levando muita intervenção artística à metrópole paulistana.

Assista abaixo o videclipe do single “Essa Noite”:

E para saber mais sobre a Vó Tereza e também do projeto “Pé na Grama acesse:

Site | Facebook | Instagram | SoundCloud | Spotify | Youtube

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] 2 Coelhos: Um projeto que reúne música e espontaneidade na mesma harmonia

11182196_830330110393392_43162457065909639_n

Quando dois amigos bem humorados e apaixonados por música se juntam, só pode dar um encontro musical e espontâneo, com criações originais e peculiares, com letras que remetem a rotina diária de uma grande cidade, com seus amores e desamores. Surgindo desde então, o projeto 2 Coelhos.

10341877_642018935891178_8960291750168406498_nA 2 Coelhos é uma banda formada pelos músicos brasiliense, Jim Dom e Regnaldo Neto, e meses depois ingressaram a trupe, Danilo Lins e Renata Goulart, trazendo novas influências e autenticidade ao grupo, que faz uma mistura de gêneros e estilos, que vão do Folk a Bossa Nova, da MPB a música country. Com instrumentos afiados e consolidados na mesma sintonia, unindo o ritmo, poesia e melodia, tudo em uma única harmonia.

Canções que você que elevam a refletir sobre si, o mundo e seus amores, um ritmo diferenciado das músicas tocadas nas rádios hoje em dia, com letras que fazem sentido a qualquer pessoa que saiba interpretar e contemplar uma música qualidade. Falando de amor e de um cotidiano de uma grande cidade, como Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro, apenas traduzindo em poesia traspassamento mundano. Ou como a banda mesmo diz; “Quase uma jovem-guarda da cracolândia”.

10440291_803958929697177_5127553356943296709_n

Conheça um pouco mais sobre o 2 Coelhos, no videoclipe de “Sete Dias”:



Para saber mais sobre o projeto acesse: Facebook | Youtube

Por: Patrícia Visconti

[Cyber Cult] SnapPower – Tomada com entrada USB

d377172080b150d45c65be24c21b39d3_original

Uma empresa de Utah, nos Estados Unidos, desenvolveu uma tecnologia, que todos que vivem correndo atrás de tomada, para carregar o celular, mas sempre acaba no ‘vacuo’, pois raramente está apenas com USB na bolsa e não tem como carregar, foi pensando nisso, que foi desenvolvido uma tomada que elimina a necessidade de adaptadores USB, para carregar os dispositivos.

O SnapPower Charge,  como foi batizado, é um espelho de luz que conta com entrada no formato. Para instalá-lo é preciso remover apenas a parte  externa da tomada, o design do acessório permite posicionar móveis como camas e cômodas próximos à parece, já que o acesso USB é lateral.

O projeto está disponível para financiamento coletivo no Kickstarter por a partir de US$12 (cerca de R$ 38) e deve chegar ao mercado em agosto de 2015.  Até agora, a empresa já superou em quase US$ 90 mil o valor estipulado, com 45 dias restantes.

c13b42029c59830083d82f4af1ec4e40_original

Veja mais detalhes sobre o SnapPower:

* Poderoso carregador USB 1-amp construído em uma placa de cobertura de saída.
* Carrega qualquer dispositivo USB (telefones, phablets, comprimidos, hotspots, etc.) e elimina a necessidade de verrugas parede volumosos.
* Instala-se em segundos através de qualquer tomada padrão em sua casa.
* Não há nenhuma fiação para mexer com e sem pilhas para resolver. Basta trazer uma chave de fenda e uma boa atitude.
* Para locatários, esta solução oferece conveniente carregamento parede que pode ser tomado com você quando você se move. Se você sair, basta colocar a tampa antiga novamente.

Para dar seu lance nesse projeto, basta acessar a página coletivo Kickstarter,  clicando aqui;

Sem título

Para mais informações:
Site | Facebook | Twitter | G+ | Instagram

Por Priscila Visconti
(Esperando ansiosa,  essa tomada chegar ao Brasil)

[Cyber Cult] Banho quente, mas sem desperdício!

BANHO-RÁPIDO

Sabe aquela hora que você entra para tomar banho, e a água não esquentou ainda, e você precisa ligar ao máximo o chuveiro, e ainda esperar mais um pouquinho até entrar de uma vez embaixo de água, desperdiçando não apenas luz e gás, mas principalmente água.

Pois bem, para evitar esse desperdício um aluno de mestrado em Engenharia Elétrica do Centro Universitário da FEI, Carlos Eduardo Guedes, desenvolveu um módulo para acoplar ao aparelho a gás e funcionar paralelamente com energia elétrica. O sistema proporciona uma média de economia de 15 litros de água por banho.

Com esse padrão funciona por meia da energia elétrica, conduzindo a água já quente para o chuveiro, enquanto o sistema de gás permanece em aquecimento. Então, a temperatura alcança seu nível desejado, esquentado o estado térmico e desativando a potência, economizando gás e água, pois dentro do módulo há uma placa eletrônica microprocessada que, por meio de um algoritmo, é capaz de controlar o aquecimento e diminuir em 95% o tempo de espera.

Esse projeto é novo, apesar de já terem realizados diversos testes para seu desempenho. Atualmente ele encontra-se em fase de captação de recursos e parcerias para desenvolvê-la e implantá-lo no mercado.

Veja abaixo nesta ilustração, como funciona o projeto:

agua_proj_fei

Por: Patrícia Visconti