“O URSO E O ROUXINOL” – UM CONTO DE FADAS SOBRE UMA MENINA E SUA CONEXÃO COM AS CRIATURAS DA FLORESTA

O-urso-e-a-Rouxinol

O romance “O Urso e o Rouxinol” (2017), da autora norte-americana Katherine Arden, é o primeiro volume da trilogia Winternight e conta a história de uma menina chamada Vasilisa Petrovna (carinhosamente apelidada Vasya) e sua família, que vivem num vilarejo próximo à uma floresta na Rússia medieval. A trama se inicia quando a mãe de Vasya morre ao dar à luz a ela, então Pyotr, o pai, precisa cuidar de todos os seus filhos crescidos e de sua filha recém-nascida com a ajuda de Dunya, a ama da família.

220px-vodyanoyDunya sempre contou histórias sobre os espíritos da floresta para as crianças, transmitindo suas crenças e fazendo-os manter uma relação respeitável com todas as criaturas que protegem a natureza, porém quando Pyotr decide ir à Moscou em busca de uma nova esposa, essa relação amistosa começa a ser ameaçada.

Anna Ivanovna, a nova madrasta, é uma mulher extremamente devota, que apesar de seu pai tê-la obrigado a se casar com Pyotr, desejava desesperadamente tornar-se freira e trancar-se num convento. A razão disso era pela moça acreditar que via “demônios” em todos os lugares, porém Anna não é a única que enxerga todas essas criaturas. Vasya sempre teve uma conexão inexplicavelmente forte com a floresta e sempre fora vista falando sozinha pelos cantos, mas diferente do que todos pensam, ela conversa com os seres da floresta, que apenas ela e sua madrasta conseguem ver.

51-Gzc-TNDFl-L-SY498-BO1-204-203-200

Vendo que a casa de seu marido está infestada de “demônios”, de acordo com sua percepção, e que parecem ficar mais fortes à medida que recebem oferendas de todos os moradores do vilarejo, Anna decide pedir para que um novo padre seja trazido de Moscou, visto que o padre daquela região não instrui corretamente seus discípulos, segundo ela própria. A chegada do novo padre instaura uma atmosfera de medo naquela vila e abala sua paz com os protetores das florestas, fazendo com que um perigo inimaginável paire sobre a aldeia e todos que nela residem, porém Vasya é a única capaz de salvar sua aldeia e todos que ama da destruição.

81-YZ4uw-Ip-EL

Essa obra transmite uma sensação muito agradável, além de contar uma história cheia de magia que ensinou muito da mitologia russa e toda a cultura tribal que funciona como base para os acontecimentos do livro. Toda a ambientação e os mitos são apresentados de forma tridimensional, pois a personagem Vasya os vê e convive com eles como se fizessem parte de sua família, não há estranhamento algum nesse vínculo, pois essas criaturas estão intrínsecas nas crenças daquele povo.

Bear-Nightingale-Hero

O questionamento central da trama é sobre como muitas culturas ricas acabam sendo destruídas e demonizadas exclusivamente pelo preconceito de quem não as conhece, assim como muitas culturas que foram dizimadas através dos séculos por pessoas que consideravam suas próprias crenças como superiores, negando toda a ancestralidade e identidade que cada uma dessas lendas carrega consigo. Podemos traçar paralelos com a colonização de terras indígenas, por exemplo, e a forma como seus costumes foram apagados na medida que esses povos foram catequizados no cristianismo, que é semelhante à situação que presenciamos em O Urso e o Rouxinol.

70325149-winter-forest-siberia-russian-taiga-outdoor-stock-photo

Trata-se de uma fantasia rica e muito expressiva, um verdadeiro conto de fadas. Os personagens humanos possuem uma profundidade comovente, tanto que conseguimos entender seus temores e a forma como pensam. Arden possui uma especialidade em criar personagens simpáticos, os quais podemos compreender suas nuances e motivações, por mais que não concordemos, como é o caso de Anna Ivanovna; bem como personagens empáticos, com quais conseguimos nos identificar e assimilar suas emoções de forma clara, como é o caso de Vasya.

51mxt4-OIf-LLEnquanto os personagens que são criaturas míticas possuem um encanto difícil de expressar em palavras, pois eles são tão carismáticos que é inevitável apegar-se a eles. Alguns são muito divertidos, outros desconfiados, porém todos possuem uma força vivaz e interessante.

Por se passar em uma época sombria na qual mulheres não tinham poder sobre a própria vida e eram silenciadas por homens, Vasya é uma garota livre, extremamente forte e corajosa, que ama sua família e seus amigos protetores da floresta e dos animais. Ao contrário do que se espera dela na época em que vive, é uma personagem que não se importa com o que as outras pessoas pensam sobre ela, desde que possa ser ela mesma e que podemos afirmar com certeza: não tem medo de ser autêntica nem de confrontar qualquer homem que vier a desafiá-la.

domovois

Podemos vislumbrar muito bem as dificuldades de ser mulher em uma sociedade machista transmitidas nesse livro, pois cada personagem feminina traz consigo certas opressões e padrões de comportamento impostos a elas bem como são cobradas a agir de maneiras que não as agradam e forçadas a aceitar decisões que não tomaram, assim como cada uma de nós em algum momento da vida.

Sem-t-tulo

Vemos essas questões manifestadas claramente em Anna Ivanovna, que teve suas vontades completamente ignoradas por seu pai e pelo marido que não gostaria de ter; em Vasya e sua liberdade constantemente mal vista e constantemente sexualizada e em Olga e sua ambição de sair daquela aldeia e ver o mundo ser trocada por um casamento arranjado. As vivências dessas personagens são reais para cada uma de nós, mulheres, e o jeito intenso que a autora tem para contar suas histórias nos faz entendê-las muito melhor do que acreditamos à primeira vista.

download-3Apesar de ser uma realidade dura para ser mostrada em um livro jovem adulto, todos esses tópicos apresentados tornam o universo retratado no livro muito mais palpável, o que para mim, sem dúvida, foi um diferencial significativo.

O segundo livro da trilogia chama-se “A Menina na Torre”, foi publicado no Brasil em 2019 e continua a narrar a história de Vasya no momento em que a deixamos ao final de O Urso e o Rouxinol. Enquanto o terceiro livro que encerra Winternight, chamado “The Winter of The Witch” – ou “O Inverno da Bruxa”, em tradução livre -, foi publicado nos EUA também em 2019, porém ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

c5fd19fa-ace0-427c-a8a1-02187968544f-Katherine-Arden

Essa obra de fantasia está dentre as minhas preferidas e pretendo relê-la muito em breve, porém tenho uma recomendação especial, essa história se torna muito mais extraordinária quando lida no inverno – estação na qual se passa – na companhia de um cobertor e uma xícara de chocolate quente e esteja preparado para a magia da floresta te contagiar.

Por Fernanda Iana

Uma consideração sobre ““O URSO E O ROUXINOL” – UM CONTO DE FADAS SOBRE UMA MENINA E SUA CONEXÃO COM AS CRIATURAS DA FLORESTA”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s