Maus – Um relato comovente de um sobrevivente do Holocausto

Sem-t-tulo-2

Maus é uma obra do cartunista norte-americano Art Spielgman, serializado entre 1980 a 1991, que retrata uma entrevista que o artista fez com seu pai contando suas experiências como um judeu polonês e sobrevivente do Holocausto. O livro utiliza técnicas pós modernistas, representando judeus como ratos, alemães como gatos e os poloneses como porcos.

A obra é classificada como um livro de memórias, biografia, história, ficção, autobiografia e uma mistura de gêneros. Em 1992, tornou-se o primeiro graphic novel a ganhar o prêmio Pulitzer de Literatura.

A trama começa em 1978, na cidade de Nova York, quando Spielgelman está conversando com seu pai, Vladek, sobre as experiências deste acerca do Holocausto, recolhendo material para o projeto Maus que esta preparando. No passado narrativo, Spiegelman retrata estas experiências, desde os anos que culminaram na Segunda Guerra Mundial até a liberação de seus pais dos campos de concentração nazistas.

00101696
O livro tornou-se o ponto de partida da graphic novel, que acabou se transformando em Maus, uma revista de quadrinhos de vanguarda publicada por Spiegelman e sua esposa, Françoise Mouly, que também aparece na HQ.

Em 1986, uma coletânea dos primeiros seis capítulos chamou a atenção da grande mídia; em 1991, um segundo volume reuniu os capítulos restantes. Maus é um dos primeiros graphic novels a receber atenção acadêmica significativa no mundo anglófono.

Na trama o pai de Art, o Vladek, conta o seu tempo na cidade polonesa de Czestochowa e de como ele veio a se casar com Anja, entrando em uma família abastada, mudando-se para Sosnowiec para se tornar um fabricante de tecido, ele também contou o colapso que sua esposa sofreu durante seu pós-parto depois de dar à luz ao seu primeiro filho, Richieu, e a ida do casal para um sanatório na Checoslováquia durante a ocupação nazista para que ela se recupere. Depois que retornaram, tensões políticas e antissemitas aumentam até que Vladek é convocado logo antes da invasão nazista.

Maus-4

Vladek também foi capturado para trabalhar forçado como prisioneiro de guerra, e logo após a sua soltura, ele descobre que a Alemanha anexou Sosnowiec e é deixado do outro lado da fronteira no protetorado alemão, mas consegue esgueirar-se pela fronteira e se reunir com sua família.

Depois dos seis primeiros capítulos de Maus terem aparecido em uma edição única, Art ficou perplexo pela atenção inesperada que o livro recebe e se vê “totalmente bloqueado”. Uma obra de um passado que conta uma história real de um passado, que retrata experiências, desde os anos que culminaram na Segunda Guerra Mundial até a liberação de seus pais dos campos de concentração nazistas, contando da relação difícil que Art tem com com seu pai, a ausência de sua mãe Anja, que se suicidou quando o autor tinha vinte anos, fazendo com que Vladek destruísse os relatos da esposa sobre Auschwitz.

maus
O livro usa um estilo minimalista de desenho e inova no ritmo, publicada entre 1990 e 1991 na revista Raw, a obra que foi lançada pela editora Pantheon Books, conta com o roteiro de Art Spielgelman, e a arte do próprio Art e de Loiuse Filli.

 

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s