Atypical encerra a série mostrando o significado da veemência da vida

atypical-3-temporada-na-netflix

Desde que entrou na faculdade, Sam Gardner (Keir Gilchrist) passou por diversas mudanças em sua vida, e também na rotina diária, já que ele queria mostrar quão poderia ser independente à todos, e ainda, perseverar em seu sonho de infância, ir à Antártida e ver os pinguins no seu habitat natural.

Mas, após isso, as mudanças não acabaram, pois Sam se mudou da casa de seus pais, e foi morar com seu melhor amigo, Zahid (Nik Dodani), enfrentou dilemas ímpares da vida de adulto, manter o foco para não ficar de recuperação e nos seus planos mais relevantes. Uma enorme reviravolta diante a distintos problemas que arrecadavam a não conclusão de seus planos, mas com o apoio daqueles que o amam, ele pode realizar e finalmente sentir o âmago de serenidade e diligência renascendo dentro de si, em uma vibração de paz e conforto.

Whats-App-Image-2021-07-09-at-17-09-48-1024x682

Todavia, n quarta temporada de Atypical não foi apenas o Sam que teve de fazer escolhas e conciliações para continuar seu propósito de vida, já que sua irmã Casey (Brigette Lundy-Paine), enfrentou árduas situações acadêmicas e pessoais, fazendo com ela desistisse dos sonhos e do seu amor, deixando-a sem perspectiva e esperança para viver. No entanto, quando se tem o suporte necessário, até as maiores complicações ficam minúsculas, pois o amor e a cumplicidade salvam e trazem de volta a chama que estava se apagando.

w-RQAzlbnz4f-WOt-Eg45-Xg-Uexx-Ul-H

E essa esperança foi o tema principal da temporada final da série, trazendo resoluções inerentes à trama, mostrando como a amizade e a conivência podem levantar e estimular as pessoas a voltarem a sonhar com seus anseios e expectativas, sendo novamente o desígnio para continuarem em suas jornadas. Afinal, problemas todo mundo tem, mas apenas o amparo daquele que te amam de verdade dará a força oportuna para se levantar e seguir em frente.

atypical-s02e09-02

Assim como quando Izzie (Fivel Stewart) e Casey deram um tempo, por motivos egoístas e incômodos, mas que com uma conversa sincera, resolveram e puderam perceber que o amor delas era maior do que qualquer opinião alheia, e as escolhas pessoais está a cargo de cada um decidir qual será sua melhor maneira de ser. Diferente quando Doug (Michael Rapaport) brigou com Izzie para defender a filha, mas logo percebeu o erro e se desculpou com Casey, ou então, como Sam reagiu quando Paige (Jenna Boyd) disse que iria de ter ficar a quilômetros de distância, para finalmente fazer algo que lhe desse prazer, em seu novo emprego, mas que no fim, ambos perceberam que a felicidade é algo individual, mas sem apoio ela nunca poderá ser concluída e realizada. E por fim, Elsa (Jennifer Jason Leigh) continua a mesma mãe zelosa e preocupa com sua família, sempre tentando ao máximo manter o equilíbrio e a paz entre todos ao seu redor.

ATYPICAL-402-Unit-01085-R

Atypical encerrou a série mostrando com leveza e delicadeza os problemas habituais de um jovem autista que está entrando na vida adulta, sobretudo também mostrou as contrariedade em um parâmetro geral da vida de qualquer pessoa, seja no início, no meio ou no fim, as adversidades irão surgir, mas com amor e cumplicidade podem ser mais tênues e imperceptíveis.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s