Exposição mostra as cinco décadas da carreira da rainha do rock nacional

zrzp-M0-XQGpj-GWFGKa1q-YSLecyd8t-Jlw-Ti-Ye-S1p1-M

A cantora e multi-instrumentistas Rita Lee, celebra seus 50 anos de carreira, em uma mostra que começou nesta semana, no Museu de Imagem e Som (MIS- SP), trazendo muitas cores, alegria e claro, música f*d@ para contagiar e agitar o público, com sua história incrível e memorável, traz uma mistura inerente de entusiasmo e singularidade na exposição histórica Samsung Rock Exhibition Rita Lee, desenvolvida pela Dançar Marketing.

A mostra trará ao público a essência única da artista, selecionada pela própria e por seu filho, João Lee, que também é curador da exposição, mostrando um panorama sobre a vida e carreira de Rita, uma das mais plurais e relevantes da cena musical nacional, com êxito aqui e no exterior.

4e5d6b7b43e6f6fd9c696ffadadef1710763f20533581

É muito emocionante. Tem uma parte dessa história que vivi com ela e tem outra que não estava aqui ainda. Então, ver essas roupas, esses momentos tomarem vida, é muito emocionante. São personagens, também, de meus sonhos e imaginação. E é a história de vida da minha mãe. E isso mexe diretamente com minha emoção”, avalia João Lee, o curador.

20210923-132549

São 18 áreas que mesclam entre produções e objetos pessoais, que permeiam e somam à história da autêntica rainha do rock brasileiro, com cenografias assinada por Chico Spinosa e direção artística de Guilherme Samora – estudioso do legado cultural de Rita.

mini-ritalee-guilherme-samora-e1609362568449

Acredito que as pessoas vão se surpreender. Existe tanto acervo da Rita que o que enfrentamos nessa exposição foi justamente a edição do que ficaria de fora. Artigos preciosos e raridades não faltam. Por isso, ela foge do estilo de exposições com muitas reproduções ou essencialmente virtuais. Durante a montagem, fiquei arrepiado em diversos momentos, só de sentir o valor de cada peça, de cada sala. Tudo lá tem um motivo. E uma das grandes preciosidades é justamente ter o Chico Spinosa, que trabalhou com a Rita pela primeira vez em 1982, nessa viagem com a gente“, conta Guilherme Samora, o diretor artístico.

images-62

A cantora comenta sobre a afetividade e casos distintos que seguem a cada sala da exposição, e ainda comenta suas preferências; “Todas as peças contam uma história diferente e engraçada. Mas o vestido de noiva que Leila Diniz usou e a bota prateada da Biba eu dou valor. E ambos são produtos de roubo”, diverte-se Rita, ao lembrar que nunca devolveu o vestido depois de usar numa apresentação dos Mutantes e da famosa história das botas, com as quais saiu andando da butique Biba, de Londres, em 1973. Ela não só foi perdoada pela estilista Barbara Hulanicki, a criadora das botas, como ganhou dela os figurinos da tour Babilônia (1978) que também estão expostos. Assim como o piano de mais de 100 anos que era da mãe de Rita, Chesa, que foi o instrumento com o qual ela teve seu primeiro contato com a música.

Outro momento especial e inigualável da mostra, são os QRCodes, disponibilizados em todas as salas, em que traz a própria Rita guiando a visita e contando sobre épocas e momentos atípicos da sua carreira.

Achamos que ia ficar simpático ter minha voz narrando as histórias das peças, me sinto mais íntima do visitante. Não seria exagero dizer que esta exposição vai ser a mais bacana até agora, porque foi pensada para dar alegria às pessoas no meio de tantas tristezas“, comenta a cantora.

Rita-Lee-01

A mostra promete imergir por completo da essência de Rita Lee, frisando cada ensejo relevante ao tempo determinado, e mostrando ao público a grande referência artística que ela é.

Rita é especial. Grande estrela desse universo. Uma mulher cheia de luz e de camadas. Ela representa a liberdade, o colorido, o amor. E é justamente isso que queremos passar na exposição. Portanto, destaco aqui a liberdade criativa que a Dançar Marketing nos concedeu. É essencial ter essa liberdade e esse apoio num projeto que envolva Rita”, aponta Samora.

Essa exposição promete marcar não apenas a história da vida de Rita, mas também marcar na trajetória da música brasileira, como conclui o presidente da Dançar Marketing Pedro Bianco; “Sem dúvida alguma é uma das exposições mais significativas e marcantes na história da música brasileira. É imperdível! ‘Agora só falta você’”.

1632437884614d067c33cdb-1632437884-3x2-md

A mostra estará em cartaz no MIS- SP dos dias 23/setembro a 28/novembro, com ingressos a partir de R$ 25 (meia-entrada), sendo que as terças a sextas, a entrada é gratuita. Mais informações no site oficial do museu!

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s