“A Jornalista” – Autenticidade da busca incessante pela verdade e a virtude

image host

Casos de corrupção e desumanidade está assolando o Japão, aonde inocentes são coagidos a se calarem, para poderosos se livrarem da uma culpa árdua que afeta milhões de pessoas, envolto de um esquema cruel e devastador sucedido nas prévias das Olímpiadas de Tóquio.

Desde que que a jornalista Anna Matsuda (Ryoko Yonekura), inquieta e disposta a desvendar qualquer suspeita errônea e imoral que afeta a sociedade ocasionada por políticos que escondem a verdade mediante a um enorme escândalo que está por vir, e será suscetível em uma investigação neutra e fiel liderada pela repórter do jornal Toto, correndo riscos e ameaças para que a verdade seja dita e esclarecida.

image host

E assim, Anna irá encorajar vítimas envolvidas a apoiarem suas ideias para que possa aniquilar e destruir a sujeira que afeta a sociedade e a liberdade de expressão de uma nação descrente e sem incentivo com o futuro, mas que devido o envolvimento da destemida jornalista, que buscar resistência para manter a pauta em relevância e atenção do público neste caso que o governo pretende dissimular e encobrir.
A Jornalista é uma série baseada no filme homônimo de 2019, que ganhou uma adaptação em seis episódios formatados de maneira veemente e visceral, expressando a ampla busca considerável pelos fatos genuínos e verídicos, trazendo a tona a liberdade da imprensa de ir e vir, e noticiar com precisão os acontecimentos mais censuráveis e horrendos, encarados com plena altivez a repórter retrata os desafios apresentados em prol a humanidade, independendo dos inimigos que irão surgir em seu caminho.

image host

Além do mais, o seriado ainda traz outro pontoo importante à cena, pois mostra o desinteresse impertinente dos jovens pela política e a informação, se conectando apenas ao que interessa, e esquecendo que tudo que move a sociedade está relacionado a política social, com clareza e despretensão, aproxima os universitários de cenários conflituosos e intensos.

A série tem direção de Michihito Fujii, que também dirigiu a película em 2019, e o roteiro fica por conta de Yoshitatsu Yamada e Kazuhisa Kodera.

Disponível na Netflix, A Jornalista é uma boa representação da lídima essência de um jornalismo sério e fiel, que não se importa com manipulações e contradições vindas de influências do poder.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s