‘Sonic 2’ supera as expectativas e envolve o “gamer raíz” nesta nova aventura do ouriço azul

image host

Com direção de Jeff Fowler e roteiro de Patrick Casey, Josh Miller e John Whittington. Sonic 2 consegue entregar uma aventura nova e envolvente repleta de referências aos jogos clássicos da companhia de jogos de videogame, Sega.

Em 2019 foi lançado o primeiro filme desse universo, na época o trailer causou desconforto no público pelo visual bizarro do ouriço azul. Após a recepção negativa, os estúdios retornaram a fase de pós-produção para refazer o visual do Sonic, e ao terminar soltaram um novo material sobre o filme que agradou bastante os fãs da franquia do game.

Dois anos depois chega às telas de cinema a sequência que pretende expandir o universo e introduzir novos personagens. Sonic 2 tem a missão de ser igualmente divertido e maior que seu antecessor, e para surpresa de todos, ele consegue ser maior e ainda melhor com inserção de elementos dos jogos de forma direta e algumas referências a cultura pop atual.

image host

O filme abre mostrando o Sonic tentando ser um herói na pequena cidade de Mobotropolis, enquanto o grande vilão Dr. Robotnik, do filme anterior, é mostrado tentando fugir do mundo dos cogumelos. Enquanto Robotnik não consegue escapar, ele recebe a visita ilustre do Equidna Knuckles, que o ajuda a fugir do lugar os tornando os aliados momentaneamente.

Após a fuga, os novos aliados chegam a terra para acertar as contas com Sonic. Tails que foi mostrado no final do longa anterior parte na busca pelo ouriço azul para alertar da nova ameaça. O encontro entre eles é repleto de ação com cenas engraçadas e mais referências aos clássicos jogos da franquia, e a partir desse primeiro embate introdutório o longa segue a nova aventura pela busca da grande esmeralda mestre.

A produção consegue neste segundo filme lapidando melhor de cada personagem, introduzindo uma história mais coesa. Claramente a produção foca neles, e para o deleite dos fãs da franquia. Enquanto o núcleo humano é deixado de lado por boa parte do tempo para reforçar a interação entre os novos elementos introduzidos nesta sequência.

Sonic  está mais solto e divertido do que nunca, consegue mesclar a inocência do personagem por ser novo, com responsabilidade ao lidar com problemas que somente ele pode resolver. Tails é a parte leve do longa, tem uma fidelidade incomum de admiração pelo ídolo, e entrega duas referências incríveis ao longo da história.

image host

Jim Carrey traz novamente aquele personagem “vilanesco” caricato na medida pedida, o Dr.Robotnik é a cereja por entregar uma boa e divertida perseguição pelo ouriço e pela busca da esmeralda. já o terrível e implacável Equidora Knuckles, tem um objetivo bem claro pela busca do artefato místico e raiva por Sonic, apesar de ao final ele mostrar o lado dele amável e bondoso ao entender sobre recomeço.

image host

Os aspectos técnicos como fotografia são de longe a parte que menos chama atenção por conter muita computação gráfica, a trilha sonora é igualmente leve e divertida, e irreverente em alguns momentos e mescla com cenas certeiras dando aquele toque de inerência para a história. As interpretações são colocadas na medida certa para não deslizar na síndrome do exagero por lidar com criaturas de outra realidade, como acontece com frequência em filmes baseados em jogos de videogame.

image host

Por fim, Sonic 2: o filme, traz plena diversão, e consegue entregar uma sequência ainda maior que seu filme antecessor, abrindo espaço para expandir ainda mais o universo dos jogos no cinema. Sonic é aquele ponto fora da curva em adaptações de jogos, acerta ao não querer humanizar mais deixando a mensagem de amadurecimento bem clara. Isso explica a grande aceitação do público pelo filme.

O longa estrelado por James Marsden, Ben Schwartz dublando Sonic, Tika Sumpter, Natasha Rothwell, Adam Pally e Jim Carrey reprisando seu papel, junto ao novo elenco, que soma nesta nova aventura do ouriço, com Shemar Moore, Idris Elba dublando Knuckles, e Colleen O’Shaughnessey dublando Tails, chega aos cinemas brasileiros, dia 07 de abril, distribuído pela Paramount Pictures.

por Daniel Guimaraes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s