Arquivo da tag: artigo

[Total Flex] Globo de Ouro revela mais do que só os melhores da TV e cinema

photo_19

A abertura do Golden Globe, que aconteceu no último domingo (8), foi incrível contou com uma paródia do filme La La Land e com referências de Mr Robot, Game Of Thrones, Westworld . Continuar lendo [Total Flex] Globo de Ouro revela mais do que só os melhores da TV e cinema

[Total Flex] Um casamento simples também pode ser sofisticado!

fotografia-pes-dos-noivos-1

Casamento, uma data tão especial e sonhada por todos, mas ao mesmo ensejo nos ocupa tanto do nosso precioso tempo corrido desta rotina louca em que vivemos, mas saiba, que quando planejado cautelosamente, tudo pode ser melhor do que esperado, até mesmo no quesito de gastar além da conta.

Decoração de primeira, mas com um toque especial que apenas os anfitriões podem oferecer, essa pode ser uma das soluções para realizar uma festa com a sua cara e o seu estilo.

Porque não relacionar o tema favorito do casal à festa. Assim, eles podem trazer objetos e decorações já existentes em sua casa, para deixar o evento com um ar todo especial, e ainda remetendo ao gosto do casal.

Por exemplo, dois aficionados por games ou por tatuagens, podem decorar visando neste gosto pessoal, com desenhos decorativos no lugar das flores e laços de cetim, que na maioria das vezes encarece, e afasta os convidados do ambiente amigável e informal do acontecimento, levando-os ao espaço peças e objetos que transforme festa formal, em algo descontraído e despojado. Mas, caso o casal prefira as tradicionais flores, procure as da época, além de sair mais baratas, pela demanda de produção, podem dar um toque especial e único ao casamento.

Ousar e ser criativo nunca foram um caos nas festividades, e casamentos muito certinhos e formais gera até certo tédio aos convidados, além do mais, quanto mais original ele for, mais será lembrado e relembrado pelas pessoas presentes na solenidade, mas claro, não deixando alguns momentos tradicionais passarem despercebido, já que são esses que serão eternizados na vida dos cônjuges.

Na gastronomia a maioria dos casamentos opta por servir massa com molhos, seja branco ou vermelho, mas agora é a hora e dar um ‘upgrade’ neste cardápio, trazendo sofisticação, mas sem gastar muito. Usando frutas da época, optando por comidas mais frescas e naturais, sem muito conservantes e que necessita esquentar e requentar muitas vezes prefira algo leve, a não que o evento ocorra na Sibéria, ou em algum país muito frio, onde a gordura e algo quente serão eficazes para os aquecimentos dos corpos dos comensais. Mas caso contrário, sirva-os como se estivesse em sua própria casa, mas com o requinte de um espaço e de uma realização especial, mostrando que seus convidados estão ali não apenas para fazer números, mas realmente são importantes aos futuros esposos. Sendo simples, mas com um toque sofisticado de um bom anfitrião.

Construa a sua história como tema, assim dará ao seu casamento originalidade e criatividade sem ficar clichê ou piegas demais, interagindo os convidados aos noivos, transformando a cerimônia em uma simples e gostosa festa entre amigos.

Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] Atitude – Quando um passo leva à conclusão

10609384_10202493939101513_1548801721_n

Ele cuidava de uma criança. Fazia carinho no cabelo do menino. Eu observava de longe aquela cena que parecia ser de novela. Ele estava sentado no chão, ao lado do garoto que tinha adormecido havia pouco tempo.

Eu observava. Observava tudo. Desde o olhar, o sorriso, o movimento das mãos entre o cabelo da criança e até a forma como parava para pensar. Não sei o que acontecia ao redor. Era só ali que eu me concentrava. Era só nele que eu me perdia.

Quando percebi, já andava em direção a ele. Ninguém se importava com a nossa presença. Então, sentei ao lado dele, olhando a movimentação que ocorria ali. Ainda não sabia o que estava acontecendo. Só estava ali, aproveitando o momento.

Minhas mãos começaram a brincar com o cabelo da criança também, como um pretexto para me aproximar dele. Disse qualquer coisa sobre a forma doce do menino que dormia e vi que os olhos do cara ao meu lado brilhavam. Um sorriso nos lábios e minhas mãos ficaram sem ação.

Trocamos algumas palavras. Sobre o tempo, sobre o que acontecia, sobre as pessoas, sobre a criança. Tempo suficiente para que meus dedos se enroscassem dos dedos dele, como por acidente. Tempo suficiente para que ele percebesse e enroscasse os dedos dele nos meus, de propósito, entendendo o que eu desejava e afirmando o que também queria.

A partir daí, só me lembro do beijo. Calmo, sereno, sentimental.

Respiramos. Meu olhar, mais do que nunca, era nele. E ele também me fitava.

Com semblante sério, me puxou para mais um beijo.

Agora, eu observava de perto aquela cena. Mais que isso, participava. Até acordar.

Por Fábio Rodrigues