[Cantinho Literário] ABL perde um dos maiores poetas do Brasil

gullar-em-b-aires-1975-for-web2

Nesta semana vamos homenagear o poeta Ferreira Gullar, que faleceu no último domingo (4), e no dia 5/dezembro ele faria dois anos que havia tomado posse na Acadêmia Brasilerira de Letras, onde ele ocupava a cadeira 37, vaga deixada por Ivan Junqueira. Gullar, de São Luís, no Maranhão.

Gullar era do dia 10 de setembro de 1930, e seu nome verdadeiro era José Ribamar Ferreira, mas ele usava esse pseudônimo porque era um dos sobrenomes de sua mãe, que se chamava Alzira Ribeiro Goulart, mas todos no Maranhão o chamava de Ribamar e Ferreira, por causa de seu pai ele mesmo criou seu próprio nome literário.

ferreira-gullarGullar morava no Rio de Janeiro, publicou diversas obras, dentre essas, poesias, teatros, ensaios, contos, crônicas, televisão, filmes, entre outras, era extremamente inovador, escrevia seus poemas em placas de madeiras. Participou da exposição que marco o início da poesia concreta, junto com Lígia Clark e Hélio Oiticica.

Essa mostra valorizava a expressão e a subjetividade em oposição ao concretismo ortodoxo. Ferreira Gullar fez parte outros movimentos literário difundido através da revista que lançou o pós-modernismo no Maranhão, A Ilha, da qual foi um dos fundadores. Até sua morte, muitos o consideravam o maior poeta vivo do Brasil e não seria exagero dizer que, durante suas seis décadas de produção artística, Ferreira Gullar passou por todos os acontecimentos mais importantes da poesia brasileira e participou deles.

Gullar morreu no Rio de Janeiro, cidade onde morava, decorrente de problemas respiratórios, o velório do escritor aconteceu na Biblioteca Nacional, pois esse era seu desejo, da biblioteca seu corpo foi para Acadêmia Brasileira de Letras. Porém, uma semana antes o autor, já com a saúde bem fraca e debilitada, até pediu a sua filha para que o levasse a Praia de Ipanema, como um despedida a cidade carioca.

poema-de-ferreira-gullar

Veja abaixo a bibliografia de Ferreira Gullar abaixo:

Poesia
Um Pouco Acima do Chão, 1949
A Luta Corporal, 1954
Poemas, 1958
João Boa-Morte, Cabra Marcado para Morrer (cordel), 1962
Quem Matou Aparecida? (cordel), 1962
A Luta Corporal e Novos Poemas, 1966
História de um Valente, (cordel; na clandestinidade, como João Salgueiro), 1966
Por Você por Mim, 1968
Dentro da Noite Veloz, 1975
Poema Sujo, (onde se localiza a letra de Trenzinho do Caipira) 1976
Na Vertigem do Dia, 1980
Crime na Flora ou Ordem e Progresso, 1986
Barulhos, 1987
O Formigueiro, 1991
Muitas Vozes, 1999
Um Gato chamado Gatinho, 2005
Em Alguma Parte Alguma, 2010

Antologias
Antologia Poética, 1977
Toda poesia, 1980
Ferreira Gullar – seleção de Beth Brait, 1981
Os melhores poemas de Ferreira Gullar – seleção de Alfredo Bosi, 1983
Poemas escolhidos, 1989

Contos e crônicas
Gamação, 1996
Cidades inventadas, 1997
Resmungos, 2007

Teatro
Um rubi no umbigo, 1979
Crônicas
A estranha vida banal, 1989
O menino e o arco-íris, 2001

Memórias
Rabo de foguete – Os anos de exílio, 1998
Biografia
Nise da Silveira: uma psiquiatra rebelde, 1996
Literatura infantil
Zoologia bizarra, 2011

Ensaios
Teoria do não-objeto, 1959
Cultura posta em questão, 1965
Vanguarda e subdesenvolvimento, 1969
Augusto do Anjos ou Vida e morte nordestina, 1977
Tentativa de compreensão: arte concreta, arte neoconcreta – Uma contribuição brasileira, 1977
Uma luz no chão, 1978
Sobre arte, 1983
Etapas da arte contemporânea: do cubismo à arte neoconcreta, 1985
Indagações de hoje, 1989
Argumentação contra a morte da arte, 1993
O Grupo Frente e a reação neoconcreta, 1998
Cultura posta em questão/Vanguarda e subdesenvolvimento, 2002
Rembrandt, 2002
Relâmpagos, 2003

Televisão
Araponga – 1990/1991 (Rede Globo) – colaborador
Dona Flor e Seus Dois Maridos – 1998 (Rede Globo) – colaborador
Irmãos Coragem – 1995 (Rede Globo) – colaborador

Filmes
Os Herdeiros – Davi Martins

Por Priscila Visconti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s