“Adágio” – Uma obra para os sonhadores conectados com o futuro

46511031-10161153100945374-5947397792098942976-n

E se seus sonhos virassem posts nas redes sociais, aonde todos poderiam ver, comentar e até compartilhar com outros usuários da rede. Pois bem, ainda não estamos neste futuro utópico, mas podemos dizer que quase vivendo nesta realidade.

adagio-foto-joel-olyver
Foto por Joel Olyver

Essa trama está no novo álbum do grande Felipe Cagno – autor de “The Few and Cursed” – “Adágio”, que traz uma mistura de ficção científica, drama e o debate sobre o impacto que as redes sociais geram em nossa geração e também no futuro, como define o próprio autor.

Adagio nasceu da minha vontade de poder compartilhar meus sonhos com pessoas próximas, eu sempre lembro muito bem dos meus sonhos pela manhã e eles ficam comigo ao longo do dia. Além disso, com o uso extremo das redes sociais hoje em dia onde tudo é compartilhado, nada mais natural que o próximo passo fosse compartilhar aquilo que ainda temos de mais íntimo: nossos sonhos”, explica Felipe.

A graphic novel foi lançada em dezembro de 2018, na Comic Con Experience – CCXP, mas chegou em janeiro de 2019 às livrarias de todo o país, distribuído pela AVEC Editora, a obra foi escrito por Cagno e com artes de Brão Barbosa e Sara Prado, cores da Natália Marques e Deyvison Manes como letrista.

45697940-10161110256480374-5678533157196922880-n

Adágio” partiu de um sonho que Felipe teve, então ele convidou Brão para fazer a sequências, já que o artista é reconhecido por sua arte lírica, abstrata e ao mesmo tempo convidativa, assim define Cagno.

Na falta de um elogio melhor, a arte dele sempre foi onírica. Como ponto de partida a pensar no impacto das redes sociais (tema bastante atual) comecei a criar a história de uma jovem que sonha em se tornar uma ‘dreamer’ famosa. Escuto muito de adolescentes que o sonho deles é se tornar ‘youtuber’ e queria trazer isso para a HQ”, adianta Felipe.

Mas, ainda faltava toque feminino para os desenhos deste álbum, foi então que Felipe convidou Sara e Natália para contribuírem com sua visão e perspectiva, já que a personagem principal é um garota e assim, a narrativa pudesse tomar uma forma mais direta e objetiva, tornando num desenvolvimento mais rico e certeiro. Então, após reunir a equipe, juntos eles inscreveram para o Programa de Ação Cultural de São Paulo (ProAc) e quando foram contemplados com uma bolsa, começaram a produção.

Foi bastante importante ter o apoio da Secretaria de Cultura ao longo de produção e sem o ProAc o Adagio provavelmente ainda estaria em desenvolvimento”, revela Felipe.

49064826-2361044957447778-6774457044171751424-n

Sara Prado conta como foi retratar o futuro sem ficar distinto da realidade, então ela focou “em referencias como ‘Blade Runner’, ‘Black Mirror’ e ‘De Volta para o Futuro’. Outro objetivo como desenhista mesmo também, foi aperfeiçoar mais a narrativa, e o desenho em si a cada página. Trazendo soluções mais interessantes e que complementasse a história de uma forma objetiva“, completa a desenhista.

Essa obra é repleta de crítica e reflexões, e também com muitas referências da cultura pop, já que filmes e roteiros foram estudados para desenvolvê-la. Dentre esses estão produções como “A Origem” e “Ghost In the Shell”, até outros títulos que podem parecer não ter nada a ver, mas conversam muito com o nosso produto final como “13 Reasons Why“, “La La Land” e “Entourage“. Além das HQs “Asilo Arkham“, para o trabalho do Brão e “Saga” e “Y: O Último Homem” para os diálogos.

Enquanto para Sara, suas principais influências partiram dos trabalhos de artistas que ela admira, como Bilquis Evely, Sara Pichelli, Sean Murphy, Pepe Larraz, entre outros.

adagio

Esta é uma obra para sonhadores e adoradores de um futuro pleno de utopia, que está sempre em conectividade na rede, ou como o próprio Felipe sugere; “Gosto muito do slogan da revista: ‘Você sonha… a gente compartilha. Conheça ADAGIO, o app que posta os seus sonhos na internet. ’ Como todo ser humano sonha, como o ato de sonhar é algo que nos faz humano, Adagio acaba sendo uma HQ para todos”.

Adágio” já está disponível em todas as livrarias do Brasil, e também pode ser comprado através da loja online da editora AVEC, pelo valor de R$ 29,00.

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s