Quando Descobri Que Era Menina – Um livro para as meninas molecas que vão além do mundo cor-de-rosa de princesas

capinha-catarse

Foi lançado oficialmente na CCXP 2019, o livro “Quando eu Descobri que era Menina”, uma obra independente, em que conta a história de nove ilustradoras, com artes fofas de cada uma, para mostrar à todos que lerem essa obra uma troca de experiência, entre elas e quem estiver lendo, ideal para todas as meninas que tinham vergonha de estar com outras garotas, pelo simples fatos de serem diferentes e não gostarem de serem tratadas como princesas, delicadas e com frescurinhas. Pois o que mais valia era usar um moletom, uma camiseta confortável, e ir brincar com os meninos, que era sempre mais divertido.

69711652-2530061000378917-5743317490407047168-nO livro mostra que ser menina vai muito além de gostar de fru-fru, cor-de-rosa, princesas e maquiagem, ser menina é ser o que você é, mesmo sendo a maior moleca do mundo. Isso que as meninas do livro querem mostrar à outras que também passaram por casos de bullying por causa disso. Afinal é na infância que começamos a descobrir o mundo e tudo que vem com ele, nos divertindo com cada novidade.

Ilustra-Livro-Carol-TrezenaÉ neste um momento na infância em que deixamos de ser apenas crianças e passamos a ser meninas ganhando responsabilidades, proibições e expectativas que nos colocam dentro da caixinha desse gênero. Só quem sempre foi moleca quando criança ouvia aquelas ‘coisinhas’ – “Tem que fazer isso, menina cuida da casa.”; “Você precisa se vestir assim, já é uma mocinha.”; “Não pode fazer isso, é coisa de menino.”; Nos deixando às vezes frustadas e gerando alguns questionamentos e reflexões em nossas vidas.

ilustra-catarse-CAROL-SARTORIUm livro voltado para o público infantil, ou para as meninas molecas que curtiam andar descabeladas e sujas, ao invés de viver no mundo fru-fru, cor-de-rosa, princesas e maquiagem, para todas as garotas que são meninas mas sentiam vergonha de expressar isso na época da infância, assim evitava em fazer, só pensando em que os outros irão dizer, como ler quadrinhos de super-heróis, jogar videogames, fazer coisas em que as pessoas antigamente achavam que era fora do comum para as meninas. Assim foi criado o “coisa de menina” e “coisa de menino” foi inventado por hipócritas sem caráter, que não sabem viver a vida sem criticar o outro.

Van-Falcao-arte-divulga-o“Quando eu descobri que era Menina”, uma obra escrita por novas ilustradoras, que buscam trazer uma nova perspectiva do que é ser menina e das várias formas de lidar com isso, as autoras Bel Pardal, Carol Sartori, Carolina Trezena, Cinthia Saty, Fernanda Montoni, Flávia Borges, Maria Rigon, Rafa Villela e Van Falcão, que montaram essa obra para mostrar para todas garotas que todas nós podemos gostar de ação e aventura, mas com todo o toque delicado no mundo das princesas, sem precisarmos nos esconder e deixarmos de ser meninas, afinal não gostar de maquiagem e preferir dormir sem tomar banho, também coisa de menina sim.

obrigada

 

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s