Sarah Abadala canta as raízes e a autenticidade latina em seu novo álbum ‘Pueblo’.

Sarah-Abdala-por-Tai-Fonseca-1.jpg
Foto por Tai Fonseca

A goiana radicada no Rio de Janeiro, Sarah Abadala acaba de lançar seu novo álbum autoral, “Pueblo”, aonde ela expande suas fronteiras e permeia sobre questões de identidade, migração, busca por as raízes, essências e âmago latino, cantando mergulhando de forma densa e inerente em uma MPB mântrica e experimental.

Sarah que há em sua família origens migratórias, já que a história de seus familiares é de origem libanesa, mas uma latina de nascimento, ela usa este disco para refletir a condições daqueles que buscam um novo lugar para chamar de lar, mostrando novas revoluções e falando sobre as feriadas abertas do nosso continente, valorizando a cultura âmago latino-americano.

24297434_771488923034211_8882281903860897326_o.jpg
Foto por Guga Millet

Muitos brasileiros acham que o que é produzido no Brasil ou na América Latina não presta, isso vai da música à ciência. A gente tem esse ranço de ser o quintal do mundo, um ranço colonial… Claro que tivemos e temos movimentos que tentaram ‘explicar’ o nosso povo a partir do nosso povo (vários escritores, músicos, pesquisadores desenvolveram trabalhos nessa área), mas isso não se tornou um pensamento de massa. Esse sentimento de que daqui não sai nada bom faz com que a gente diga ok pra muitas coisas, com se nós merecêssemos isso. E claro, não merecemos. Por isso, acredito que de muitas formas o nosso povo precisa ser libertado desse movimento perigoso, reacionário, que tomou de assalto a política e o imaginário brasileiro. Libertado de muitos preconceitos, e um deles é o preconceito que temos com nós mesmos, como latino-americanos”, reflete Abdala.

“Pueblo” tem esse propósito, mostrar de maneira poética e humanizada, a origem do povo latino, como citado acima pela própria cantora, que é visto em todos, como o quintal do mundo, sem validação real por sua cultura ou essência. E este disco tem esse objetivo, produzido de maneira minimalista, usando voz, guitarras, viola e violão, envolto de sintetizadores, gerado uma ambiência rica que abraça o ouvinte a cada canção executada. Além de marcar uma nova fase na carreira de Sarah, como produtora musical.

27788720_806917872824649_4993206283946137523_o.jpg

Acho que ‘Pueblo’ me ajudou a entender que realmente eu amo produzir música, amo pensar em arranjos e ter ideias e gravar e gravar de novo. Me fez amadurecer o desejo de ser produtora musical, de aprender e me aperfeiçoar ainda mais. Acho que ele é muito mais um disco de uma produtora musical do que de uma cantautora”, explica a artista.

O compacto conta com a mixagem e masterização de Rogério Sobreira, e participações de nomes como Lucas Vasconcellos, Marcelo Callado, Tai Fonseca e Felipe Fernandes. “Pueblo” é um lançamento pelo selo Pomar e já encontra-se disponível nas principais plataformas de música.

Para conhecer este ou outros projetos da Sarah, acesse:
Facebook | Instagram | Twitter

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s