“Hollywood” – Um drama sobre sonhos, ego e realizações na indústria do cinema

fundo-fotografico-tecido-sublimado-hollywood-400m-x-250m-D-NQ-NP-752726-MLB27858034276-072018-F

A década de 1940 sem dúvida foi uma época de ouro para o cinema hollywoodiano, grandes produções, atores memoráveis que fizeram história na sétima arte e uma mudança significativa não apenas para a indústria fonográfica, mas para o mundo, já que era o fim de uma época tortuoso com o fim da Segunda Guerra Mundial e uma esperança para os atores e cineastas novatos, que buscavam a realização de um sonho em Hollywood.

A minissérie Hollywood, mostra de forma sútil e precisa o drama destes atores e produtores recém chegados da guerra e que partem a qualquer custo para conquistarem seus espaços na indústria do cinema. Em um drama comovente, emocionante e impactante, traz relações distintas que provavelmente não eram explícitas naquela época, que talvez até existisse, porém com cautela e menos exposição. Afinal, os anos 40 traziam consigo o romantismo enraizado em seu âmago, e assuntos como homossexualidade, racismo e empoderamento feminino não estavam em pauta para aquela época.

paramount-studios-hollywood-netflix

Em uma produção criada por Ryan Murphy e Ian Brennan, que transmitiram de maneira aberta e transgressora sua forma de expressar acontecimentos que poderiam ter acontecido, entre os sonhos de jovens que buscavam êxito no cinema, mas de uma maneira escancarada sobre a fama e o sucesso.

hollywood-netflix-cast

Como Jack Castello (David Corenswet) e Rock Hudson (Jake Picking), que vão à Cidade das Estrelas para conquistar seu estrelado em busca do êxito como atores, mas vêem que a luta pelo sonho não será tênue, pois terão que ajoelhar (algumas situações, literalmente) diante aos grandes da indústria. Assim como, Archie (Jeremy Pope), um roteirista negro que almeja ter seu roteiro na tela grande. Aonde eles se encontram num acaso, em um posto de gasolina, que também funciona como ponto de prostituição – que existiu -, administrado pelo cafetão Ernie (Dylan McDermott), um ex-ator que está a mais de três décadas correndo atrás de seu sonhos, mas com a idade e uma doença terminal, ele busca nos jovens atores um caminho para a Terra dos Sonhos. E esse mundo de sonhos chega, com um roteiro de Archie, dirigido por Raymond Ansley (Darren Criss) e que conta com Camille Washington (Laura Harrier), uma atriz negra, no papel principal.

netflix-hollywood-resized

Todavia, para a realização desta produção, eles passam por protestos, processos e contradições, de uma sociedade que ainda não está pronta para ter em seu elenco atores gays ou uma protagonista negra. Ainda há agentes e produtores que abusam da inocência deste atores para tirarem proveito da situação, como o repulsivo Henry Wilson (Jim Parsons), mas há produtores que visam ampliar novas ideias e diretrizes para o mercado, entre eles Dick Samuels (Joe Mantello) e Ellen Kincaid (Holland Taylor), além da copresidente dos estúdios ACE, Avis Amberg (Patti LuPone), que mesmo se opondo a decisão do marido dos advogados da empresa, acredita no sonho e na realização de uma nova cena no mundo do cinema, sendo igualitários e altruístas em relação aos anseios alheios.

Hollywood-netflix-2446434

Em suma, a minissérie pode se passar em décadas passadas, mas reflete uma visão inerente e imparcial de Hollywood não mostrada nos periódicos e revistas, em que os atores eram fantoches de produtores e empresários, que só visavam seus interesses para sustentar seu ego.

Hollywood encontra-se desde o dia 1º de maio do streaming da Netflix.

 

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s