Um olhar específico na franquia ‘Uncharted’

image host

Em 16 de Novembro de 2007 o primeiro jogo da franquia Uncharted foi lançado. Chamado Uncharted: Drake’s Fortune, esse título da veterana empresa Naughty Dog, responsável por clássicos como Crash Bandicoot e mais tarde The Last of Us, foi um dos primeiros títulos a sair no então novo console da Sony, o Playstation 3.

Desde então o mundo conheceu a história de Nathan Drake, um caçador de tesouros que ganha a vida desvendando mistérios do passado, vagando pelo mundo atrás de lugares fantásticos há muito esquecidos pela civilização, ele é acompanhado pelo seu mentor e figura paterna Victor “Sully” Sullivan. Os dois sempre se metem em enrascadas e estão sempre em uma corrida contra outros caçadores de tesouros, colecionadores megalomaníacos e senhores da guerra, dentre outros tipos de vilões que planejam usar dos poderes destes artefatos para ganho próprio. Nessas aventuras vamos conhecendo outros personagens ao longo do caminho, além de vermos Drake envelhecer ao longo do tempo.

image host

Esse conceito em si de um herói que viaja pelo mundo em busca de um tesouro não é nada novo, mas onde esses jogos brilham é na execução. A escritora da franquia, Amy Hennig, falou que os jogos são uma grande homenagem a histórias de aventura (pulp adventure), tendo inspirações claras em filmes como Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida, A Lenda do Tesouro Perdido e até mesmo em obras como os quadrinhos do Tintin e Tio Patinhas. Para ela, a ideia desses jogos é usar essas histórias fantásticas para fazer com que o jogador tenha controle do protagonista.

image host

A jogabilidade de Uncharted é uma mistura de jogos de ação, plataforma e de tiro em terceira pessoa. Controlando Drake, você irá lutar contra diversos inimigos, ao mesmo tempo em que se protege de seus disparos se escondendo atrás de cobertura, escalando e atravessando diversas superfícies e edifícios, e resolvendo quebra-cabeças em templos antigos. Suas maiores inspirações foram em jogos como Tomb Raider, Kill.Switch, Resident Evil 4 e Gears of War. Esses dois últimos em especial tiveram um grande impacto não só em como o jogo seria, mas até mesmo no seu desenvolvimento.

No ano em que o game foi anunciado, em 2006, Gears of War foi lançado, e com ele, um grande marco nos jogos de tiro. Isso acabou acarretando no adiamento do lançamento do primeiro jogo em seis meses, porque os desenvolvedores tiveram de refazer o sistema de cobertura, usando Gears of War agora como referência. Resident Evil 4 foi uma referência para o time de desenvolvimento, mostrando como a atmosfera de um jogo poderia contar uma história sem nem mesmo precisar ser dito uma palavra.

image host

Uncharted, assim como muitas franquias hollywoodianas, é algo crescente. Enquanto o primeiro jogo tem um escopo menor, se passando apenas em uma pequena ilha, os que o sucedem tem um escopo muito maior em sua ação. Drake passa por navios afundando, trens descarrilados, um avião caindo, dentre várias outras situações ao longo de suas aventuras. Eu sempre adorei esses tipos de situações inusitadas desde cedo quando via os filmes de Indiana Jones, e Uncharted definitivamente tem adrenalina a dar e vender, sendo a minha franquia de jogos de ação favorita.

image host

Atualmente, conseguir todos os quatro jogos principais dessa franquia é limitado visto que eles se encontram principalmente no Playstation 4 e 5. Os três primeiros jogos foram compilados em uma coletânea no Playstation 4 chamada Uncharted: The Nathan Drake Collection, recebendo revitalizadas em seus gráficos e com os dois primeiros recebendo dublagem em português, coisa que antes não tinham. Já o quarto jogo, Uncharted 4: A Thief’s End, também recebeu um compilado para o Playstation 5 com a sua expansão, fechando o Uncharted: Legacy of Thieves Collection, que foi lançado no dia 28 de Janeiro de 2022, e receberá uma versão para PC mais tarde neste mesmo ano.

No dia 17 de Fevereiro foi lançado aqui no Brasil o primeiro de uma já planejada série de filmes, chamado Uncharted: Fora do Mapa, estrelado por Tom Holland e Mark Wahlberg.

image host

Em suma, a produção cinematográfica é uma recomendação certa aos fãs do game, já que esta definitivamente entretém e captura o cerne de toda a franquia, não seguindo o jogo à risca e contando a sua própria história. Certas liberdades são tomadas em relação aos jogos, principalmente em relação a como Drake e Sully se conheceram, a personalidade de Sully, e seu arco durante o filme, mas isso não significa que tenha sido mal executado.

No geral é realmente um bom filme de ação, remetendo bem ao estilo de aventura que se é normalmente visto nas inspirações dos jogos da franquia. Existem viagens em várias partes do mundo atrás de tesouros, vilões carismáticos e cenas de ação bombásticas que são bem característico do que sucederia em Uncharted, além de uma delas, presente no trailer, ser uma referência a emblemática cena do avião de Uncharted 3. Pode não ser uma obra reflexiva e que discute temas pesados, mas diverte e muito bem por sinal, sendo algo que o público necessita para entreter e conferir a produção nos cinemas.

por José Eduardo Soares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s