‘A Room of One’s Own’ – Uma inquietação revolucionária, em busca de equidade e identidade na sociedade

image host

Apesar dos avanços que as mulheres viveram ao longo dos anos até os tempos atuais, infelizmente, ainda há muito preconceito e desigualdade entre os homens, que ainda, em pleno terceiro milênio ainda é visto com seres “superiores” e gênero alfa na sociedade.

Há 90 anos atrás, a autora britânica Virginia Wolf lançava o livro A Room of One’s Own (Um Teto Todo Seu), uma obra baseada em uma série de palestras ministradas em Newnham College e Girton College, duas escolas para mulheres na Cambridge University, lugares que até poucas décadas atrás, mulheres não eram bem vindas.

image host

O livro é considerado uma grande influência na literatura feminista, e dita basicamente sobre a facilidade de acesso de homens tem para adentrar e serem exitosos dentro da cena literária, enquanto as mulheres estavam apenas predestinada a cuidar da casa, do marido e dos filhos, sem poder estudar ou interagir socialmente com outros autores e poetas, colocando-as em funções dependentes moralmente e financeiramente, sem espaço para expressar em um ambiente dominado pelo patriarcado.

O título não é apenas figurativo, já que a autora acreditava que toda mulher deveria ter seu próprio dinheiro e ser dona de si, para poder expor e descrever suas ideias quando elas quisessem, mas que isso seria uma calamidade se fossem impedidas devida a dependência e a liberdade econômica e social para elas, já que enquanto os homens têm seu reduto particular para expressar sua arte, além de frequentarem ambientes cultos e interpessoais, as mulheres mal podiam pensar em estudar, quanto viver entre os homens, mostrando a dificuldade eminente para criar e expandir qualquer obra na qualidade William Shakespeare, por exemplo.

image host

Porém, apesar deste livro ter sido escrito há quase um século atrás, hoje, como dito acima, apesar de alguns avanços que as mulheres obtiveram na sociedade, ainda temos muitos receios e contradições com posições femininas, gerando desconforto e afastamento de algumas quando não conectadas com as ideias do patriarcado, pior ainda, são aquelas que ao chegarem ao lado deles, se portarem iguais ou até piores do que os homens, se tornando ainda mais cruéis e intolerantes, ao invés de abrirem espaço e darem oportunidade para que outras garotas possam ter acesso para promover a igualdade sonoridade entre todas.

A Room of One’s Own é um grito de revolta e hesitação da relação de inferioridade que as mulheres passam em uma sociedade que tem receio delas chegarem no topo e abalarem a masculinidade do “sexo vigoroso” dito por todos, com medo de perderem a superioridade, necessitando constantemente de aprovações em tudo que fazem.

image host

A Room of One’s Own (Um Teto Todo Seu)
Autora: Virginia Woolf
Idioma: Inglês
País: Reino Unido
Assunto: Feminismo
Gênero: Ensaio
Editora: Hogarth Press
Ano de lançamento: 1929

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s