“Tikkun Olam” – Um drama contemporâneo sobre poder e lealdade

3-TKKA8i-MU9n-Hh-Tf7-ECvh8i5-JUZJql63i7-Sb-HT3u1

No começo de julho o diretor teatral e roteirista Teunkie van der Sluijs, estreou no Riverside Studio, com exibição online através do streaming Original Theatre, a peça Tikkun Olam, com direção de Michael Boyd. Estrelado por Luke Thompson (Bridgerton), Diana Quick (Brideshead Revisited), Debbie Korley (RSC) e Jake Fairbrother (National Theatre, Hamlet).

A produção contou com 90 minutos permeada de despretensão e performances inigualáveis, sobre um tema intenso sobre política, ética e protestos, sobre a construção de um memorial do Holocausto, que rende vários protestos locais e questiona a integridade de um candidato trabalhista concorrendo a uma vaga no congresso. Com foco a identidade, privilégios, a peça traz uma trama sobre o equilíbrio e localidade nacional exposta em sua narrativa.

290194289-5115633498473794-7447916561508145061-n

Tikkun Olam desenvolve um drama eminente estabelecido pelas perspectivas dos personagens, um é o candidato trabalhista Steve Alexander e seu pesquisador Dan, que defendem a construção do memorial, por razões ambíguas e relevantes aos seus cargos, além da influenciadora e ativista Leah que eles devem convencer a apoiá-los e Mary que lidera o grupo de protesto da comunidade esperando para salvar seu pequeno lote onde será construído.

291635765-761132521901899-6007857051347703063-n

Em uma luta direta entre direito e oposições, a trama se desenvolve de maneira despretensiosa e implacável, envolta de um texto relevante e altamente expressivo, trazendo uma maneira distinta e contemporânea para compartilhar com o público obras silenciosamente esquecidas, mas ganha relevância com essa forma distinta de performar e produzir.

289478782-5115633495140461-4534749001614512995-n

Além disso, a direção simplicista e objetiva de Boyd em utilizar cadeiras e bancos para as atuações, mostra a dissidência fechada baseada em questões das comunidades locais, focando no roteiro em si, e em todo percurso da campanha política com os meios de comunicação e plataformas digitais envolta a todas as questões se fundem.

290177130-5116044588432685-987234021792545202-n

Em suma, Tikkun Olam dita mais do que debates políticos, mas sim as maneiras precedentes que os políticos usam para passar por cima de seus eleitores, com argumentos previsíveis e personagens totalmente representados, sendo sucinto e preciso tanto na narrativa quão nas performances artísticas. A peça estará disponível no streaming da Original Theatre entre 21 a 23 de julho.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s