Phillip Hoose transcreve o poder da resistência dos jovens dinamarqueses em defesa de toda nação

Danish-soldiers-on-9-April-1940-660x372

O escritor norte-americano Phillip Hoose, é autor de diversos trabalhos bem sucedidos para jovens e adultos, ele já ganhou muitos prêmios como Boston Globe–Horn Book Award, Nonfiction, por The Race to Save the Lord God Bird (2004) e o National Book Award, Young People’s Literature, por Claudette Colvin (2009). Além de escrever ensaios, histórias, canções e artigos.

Em 2020 Phillip lançou o livro Os Garotos Dinamarqueses que desafiaram Hitler, que retrata sobre a resistência dos jovens contra o regime nazista, no começo da Segunda Guerra Mundial, em que a Dinamarca foi um dos países que mais lutou contra o poder do ditador alemão, gerando a Operação Weserübung, que foi o assalto alemão sobre as nações-neutras da Dinamarca (Weserübung-Süd) e Noruega (Weserübung-Nord) em 1940, durante a Segunda Guerra Mundial.

Churchill-Club

Os jovens foram os que mais resistiram à esses ataques, como Hnud Pedersen de 15 anos, que se juntou a seu irmão e à seus colegas da escola (Aalborg Cathedral School) para tomar uma atitude contra os nazistas, que que os adultos já estavam se rendendo à eles. Então, foi assim que os oito estudantes dinamarqueses fundaram o Churchill Club ao norte da da Jutlândia, que realizaram atos de sabotagem contra os alemães durante a ocupação da Dinamarca na Segunda Guerra Mundial.

O clube foi um dos primeiros atores de resistências a serem formados na Dinamarca e suas atividades começaram no final de 1941, quando começaram atacar as forças de ocupação alemãs em Aalborg para imitar a resistência dos soldados noruegueses, onde conseguiram realizar 25 atos de sabotagem antes de serem presos pela polícia
em 1942.

1

Os meninos foram ameaçados até de atos de sabotagem que incluíam roubos de armas e destruição de veículos, plantas e peças de aviões, além de receberam uma multa de 1.860 milhões de coroas pela propriedade nazista destruída e suas sentenças variavam de um ano e meio a cinco anos de prisão. Mesmo após a prisão, alguns dos meninos conseguiram escapar à noite para continuar suas atividades de sabotagem por algum tempo.

No livro Os Garotos Dinamarqueses que Desafiaram Hitler, conta a história real de jovens que despertaram com muita garra e resistência para defender toda a nação do regime nazista. Uma obra que intercala narrativas com as memórias em primeira pessoa de Knud Pedersen, Phillip Hoose conta neste livro a história inspiradora desses jovens heróis de guerra, que estavam envergonhados com seus líderes.

1796-20191031092353

Por isso esses jovens patriotas da escola Aalborg Cathedral School se uniram para fundar o Churchill Club, na qual toda essas façanhas dos meninos não foram em vão, pois eles ajudaram a desencadear uma resistência dinamarquesa completa, pelo menos até 1943, quando finalmente os nazistas conseguiram invadir a Dinamarca, na qual dinamarqueses e os alemães chegaram a um acordo, estabelecendo que o governo local e seu exército não seriam extintos.

Os garotos dinamarqueses que desafiaram Hitler
Autor: Phillip Hoose
Vestígio Editora
Lançamento: 10/Jan/2020 (Brasil)
224 páginas

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s