Thony Silas: O pernambucano que conquistou o mercado de quadrinhos no mundo

Filho de uma família de quatro irmãos, sua mãe para “acalmar” a molecada dava folhas de papéis e canetas para todos desenharem, e assim ela poder fazer seu trabalho em casa, enquanto as crianças se distraiam desenhando, e desde então a paixão pelo desenho foi tomando conta da vida de Thony Silas. Um pernambucano que tem orgulho de ser quem é, e de ter começado de baixo, mas graças ao seu esforço e determinação, chegou onde está. E hoje ele já ilustrou “Amazing Spider-Man: Ends of the Earth”, “Venom”, “Daredevil: Dark nights”, “Batman beyond 2.0“, entre outros títulos.

No início da adolescência, Silas conheceu aquele que seria seu primeiro mentor no desenho, aonde ele teve a oportunidade em aprender rostos e características peculiares desta arte, e conseguindo se tornar assistente de ilustração, primeiro emprego, que desde daí ele já sabia o que ele queria fazer para sua vida. E os trabalhos foram só aumentando, tanto que a partir dos anos 2000 o artista se tornou o desenhista oficial do estúdio.

Mas, engana-se que sua trajetória foi fácil, pois Thony passou por longos períodos de aprendizagem, em editoras menores e realizando trabalhos que teve poucas edições, até passou por produtoras que após sair a publicação, fechou as portas, mas isso não foi um empecilho para a vida deste pernambucano, foi apenas uma graduação para ele conquistar seu objetivo, e estar junto aos seus grandes ídolos dos quadrinhos, como Joe Madureira, uma grande incentivador na carreira de Silas, já que foi uma de suas revistas do X-Men que ele leu pela primeira vez e pensou; “É isso que quero fazer para minha vida”. Além de Humberto Ramos, que durante a CCXP 2017 Thony pode presenciar um painel junto com ele, e voltar a se sentir um garoto de 12 anos inspirado pela obra do artista.  Andrew Loomis, autor e ilustrador americano que influência muitos artistas até hoje, e também o espanhol Alfoso Azpiri, por suas obras fluídas e dinâmicas.

Print do artista vendido durante a CCXP 2017

Mas, Silas obtém esses artistas como mestre, referência em seu trabalho, pois se eles chegaram onde estão foi graças a determinação e persistência que tiveram em propagar suas obras.

Como artistas vejo o poder que um desenho levado a sério tem quando você deseja alguma coisa, trazendo um sentimento de satisfação e perplexidade“, completa Thony Silas.

E visando neste poder, os artistas brasileiras, apesar de muitas ainda preferirem o mercado internacional, as coisas por aqui estão mudando, principalmente em relação aos crowdfunding, com trabalhos bem desenvolvidos e recebendo muito êxito por eles.

Todavia falta o artista se ver como publicadora, e não apenas apresentar um projeto, mas buscar meios para adentrar no mercado e fazer com que este trabalho ganhe frutos. Por isso, desde o início de 2017 Thony Silas criou sua própria produtora, a UEON Productions, para que os artistas o procurem de forma mais organizada e sistematizada, atraindo não apenas novos quadrinistas, ilustradores e editores, mas também apoios e parcerias. Compartilhando cada obra de forma sucinta e organizada. Assim como foi a primeira CCXP fora de São Paulo, a CCXP Tour, que aconteceu em Abril de 2017, em que Silas foi não apenas como um artista divulgando sua arte, mas sim como uma produtora agregando novas artes, incentivando novas caras a trilhar seu trabalho.

Estudando não apenas desenho, mas mercado, como uma citação que o mestre Mauricio de Sousa sempre diz, e que Thony leva consigo, “o desenhista tem que estudar metade do dia desenho, e a outra metade negócios”, para que ele possa saber seu valor, pense grande e foque no seu objetivo, e não apenas lançar uma revista hoje e esperar que um dia alguém te dê a próxima grátis. Busque, corra, faça networking e compartilhe seus trabalhos, só assim você vai chegar a ser reconhecido e ganhar destaque nacional e internacionalmente.

Hoje Thony Silas é um dos nomes mais destacados entre as editoras internacionais, além de sua produtora que atualmente visa em mostrar novas facetas dos quadrinhos no nordeste, o artista é agenciado por uma das maiores agências do segmento no mundo, a Chiaroscuro Studios.

O Thony tem um estilo único, e dentro da Chiaroscuro procuramos artistas com traço próprio e versátil, e ele remete em seus projetos. Sem contar no trabalho autoral, que é de um nível altíssimo. Além de ser uma ótima pessoa“, conclui Ivan Costa, CEO da Chiaroscuro Studios e co-fundador da CCXP.

Thony sempre querido e carismático com editoras do site.

Para conhecer mais sobre os trabalhos e projetos de Thony Silas acesse: Facebook | Instagram | Youtube

Por Patrícia Visconti

2 comentários em “Thony Silas: O pernambucano que conquistou o mercado de quadrinhos no mundo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s