Horácio – Mãe: Uma aventura para se emocionar

horacio_graphic_msp_banner

Horácio – Mãe chegou no final de julho às lojas e comic books de todo o Brasil, ilustrada e roteirizada pelo quadrinista Fabio Coala, a 19ª Graphic MSP traz toda a ternura e doçura deste tiranossauro rex que adora alface, fazer amigos e não desiste deu seus anseios por qualquer dificuldade e desespero.

Sou meio suspeita a falar, pois assim como Fabio Coala, sempre me encantou esse personagem do mestre Mauricio de Sousa, talvez pelo seu jeito observador, reflexivo e estar sempre pronto e fazer o bem à todos, independente para quem seja, fazendo com que esse dinossaurinho tornasse parte dos momentos introspectivos da minha vida. Tanto que, na última ComiCon Experience, em 2017, quando o editor desta graphic, Sidney Gusman, me entregou o pôster promocional de Horário, meus olhos quase se marejaram de emoção, não apenas pelo presente, mas em saber que muito em breve teríamos uma obra tão sensata e prudente aos tempos de hoje, em que todos fazem por si, e esquecem de somar o coletivo, para uma mudança verídica e lídima de uma sociedade mais humana e sincera.

38071969_10211675705680830_94178638412382208_n

Essa obra é uma reflexo de que esperar e buscar pelos seus anseios vale mais do que se agarrar a primeira condição que aparece, sem saber se te fará feliz ou não, apenas por fleuma e apatia em buscar sua genuinidade e essência no mundo.

Um lindo livro, que traz os desejos de uma conquista interminável, que ultrapassa as essências e origens da rotina vivida, mostrando quão o amor e a amizade ultrapassam as fronteiras de gêneros, transpassando os parâmetros estabelecidos pelos interesses comuns. Uma história que fará os leitores entrar numa plena reflexão sobre como tratar bem, mesmo àqueles que fazem o adverso, ajudando criar um coletivo moral peculiar, que na sociedade atual está quase extinta, a cumplicidade e companheirismo.

38160616_1329486763849064_3290706536631894016_n

Coala se expressou de forma intrínseca, para que os fãs se emocionasse por completo com cada parágrafo da história, trazendo fragmentos característico de Horácio, que já é tão distinto da sua espécie, pois além de não ser carnívoro, ele adora filosofar, é romântico, meigo e faz amigos com a maior facilidade, não importando com gênero ou raça, ajudando de coração puro e aberto, trazendo verdades, mesmo que ela não seja tão boa quão ele espera, mas tirando sempre o lado bom de cada fase transcendida.

O personagem adentra numa aventura junto com seus amigos, meio a uma floresta escura e penumbra, apesar dos medos que ele passa, e algumas decepções no decorrer do percusso, a esperança de conquista, o bom humor e os momentos reflexivos em ser caridoso e generoso sobressaí a cada página desta obra, que conduz às pessoas a pensar o bem, fazer o bem, e seguir o bem, mesmo que alguns acessos te levem para outro lado.

Um contexto deslumbrante que sem dúvida fará muita gente chorar ainda nas primeiras páginas do livro – como essa que vos fala -, pois a comoção e a afeição transcende os valores ofertados atualmente, mostrando o lado bom das coisas, mesmo que o medo abale em algumas situações, a narrativa trará ápices notáveis para que o bem vença no final, e que toda verdade seja revelada de forma harmoniosa, levando com que os leitores absorva vorazmente as pretensões benéficas deste pequeno T-Rex.

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s