A segunda temporada de ‘Bridgerton’ traz paixões extasiantes entre intrigas inquietantes

image host

Uma nova temporada chega na Londres poética e romântica do século 17, além de dramas e adversidades que trazem ainda mais envolvimento e aprofundamento em novos romances ardentes e comoventes para abalar a sociedade e encher os corações de paixão. E claro, não poderia faltar as fofocas e escândalos, permeando os segredos mais inerentes revelado pelo folhetim de Lady Whistledown.

O segundo ano de Bridgerton traz a cena principal o nada romântico – até então – Anthony, que é uma das maiores ambições da temporada, mas não pretende se casar por amor, até conhecer Kate Sharma, a mulher que vai cambiar todos seus planos e o envolver intensamente em um romance ardente e veemente, desistindo de seu casamento com Miss Edwina Sharma, para se entregar ao seu verdadeiro amor.

image host

Mas antes de Kate e Anthony se entregaram um ao outro, um caos se formará na sociedade, mediado por conflitos e angústias, os Bridgertons que eram benquistos por todos, passam aser ignorados, assim como os Sharmas e até Lady Danbury, que nesta temporada, assim como na anterior tem um papel significativo na trama, induzindo a narrativa em uma emocionante e audaciosa transformação de repúdio e desapego, ao genuíno amor. Afinal, no começo Kate é retratada como a fria e antipática, sempre zelando e protegendo sua jovem irmã, para que nada e nem ninguém a magoe, enquanto Edwina, sonha com seu verdadeiro amor e os planos de servir seu marido e construir uma família.

image host

O ‘diamante’ da temporada ela foi escolhida pela Rainha Charlote, mas o que ela não esperava era que se pretendente, o Lord Bridgerton, que não era um homem de paixões, iria se apaixonar loucamente por sua irmã mais velha, transformando o romance em um drama entre entrega e tormento, que irá abalar e comover a todos em uma trama excessiva e sedutora, envolvendo o espectador a cada episódio apresentado.

image host

Além do mais, outros segredos e conflitos são expostos, como a inquietação de Eloise Bridgerton em descobrir a verdadeira identidade de Lady Whistledown, contará em sua própria reputação perante ao reino e também, com sua melhor amiga, Penelope Featherington, que ao pensar de estar livrando a culpa da amiga, acaba a afastando, por indícios inoportunos e individualistas.

image host

Por falar em Eloise, uma polêmica passou sobre a personagem em relação a obra da qual a série foi baseada, escrita por Julia Quinn, já que nesta temporada uma paixão aparece em sua vida, porém não é aquele arrebatador e excitante quão no livro, mas sim Theo Sharpe, um jovem aprendiz da gráfica do outro lado da cidade onde são impressos os folhetins de Lady Whistledown, e fará com que a jovem enfrenta distintas aversões ao seu debute no mercado de relacionamentos londrino.

image host

Trazendo entejo de alguns fãs da obra de Julia Quinn, onde a jovem se entrega ao viúvo de seu prima, através de cartas apaixonantes e comoventes encontrando nele mais do que um amigo, e sim uma afeição particular de consolo e amor. Porém, na série nada disse acontece, já que Eloise coloca até mesmo sua amizade com Pen, por conta de Theo e a jovem adversa a casamentos, verá seu coração batendo mais forte e enfeitiçado pelas nuances do amor, que nasce entre os dois. E o amor também desabrocha mais veemente em Pen e Colin, mas que por um comentário desrespeitoso, faz com que a jovem escritora se desiluda e aflija profundamente seus desejos pelo jovem Bridgerton.

image host

No entanto, essa temporada chega reveladora e expressiva, em uma disputa intensa de orgulho e preconceito, em um desenrolar tocante e emocionante envolto de paixões proibidas, segredos sugestivos e uma sociedade mesquinha, que visa apenas o exterior deixando de lado a essência característica que há dentro de cada intimidade, trazendo fortemente a paixão transposta pela altivez e conexão de almas isócronas, compartilhado pelo mesmo sentimento.

image host

Em suma, o segundo ano de Bridgerton remete a corações aquebrantados reconstruídos pela chama ardente de uma paixão renovada e autêntica, que aproxima os corpos, as mentes e o âmago cativante que nasce diante de uma trama fascinante e intrigante, permeado de atritos e embates.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s