ASPAS – 10 anos fomentando a cultura no Brasil

ASPAS-logo-Correto

A ASPAS (Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial) completa 10 anos de estrada, com a premissa de ser uma organização fundada com o principal objetivo de estimular a pesquisa e o desenvolvimento científico e pedagógico acerca da arte sequencial, com ênfase nas histórias em quadrinhos, mas sem deixar de lado outros aspectos da chamada “cultura pop”, como charges, cartuns, caricaturas e outras formas de expressão gráfica.

Fundada dia 31 de março de março de 2012, durante o 1º Fórum Nacional de Pesquisadores em Arte Sequencial, realizado em Leopoldina, Minas Gerais, local onde, está a sede da associação, engloba pesquisadores dos quadrinhos brasileiros de diversas instituições e independentes, com grandes sócios como Sonia Luyten, Edgar Franco, Gazy Andraus, Henrique Magalhães, Dani Marino, Gian Danton, Laluña Machado, entre outros.

aspas2017

A ASPAS refere-se a arte como uma produção artístico-cultural que envolve uma narrativa própria da cultura contemporânea, traduzida descrita aqui como arte narrativa. Assim sendo, produções audiovisuais, televisivas, cinematográficas e literárias, tornando objeto de interesse de pesquisa em seu sentido lato, isto é, dentro do espectro da chamada “cultura pop” ou “cultura de massas”; – tais como charges, cartuns, caricaturas e outras formas de expressão gráfica que venham a se originar ou mantenham uma relação proximal com as histórias em quadrinhos (cinema, desenhos animados, fotonovelas, etc.).

Entretanto, a ASPAS tem por aglutinador um espaço livre e interdisciplinar desde sua concepção. Em seus princípios gerais, entende que são justamente há diferentes perspectivas das diversas áreas do conhecimento que possibilitam a melhor compreensão de um todo imiscuído na vida cotidiana.

capa1

Nos 10 anos de sua trajetória a ASPAS já é dada por seus pesquisadores, a própria história de amor nos quadrinhos e na transposição de suas narrativas de seus personagens para outras mídias, assim tornando um fenômeno transmidiático. Ressaltando que na ASPA, as mulheres, que é grande maioria, como na presidência que é atualmente liderada pela pesquisadora Sabrina Paixão.

Durante a pandemia, quando os encontros onlines foram muito fortes, a organização manteve em seu canal do Youtube Café com ASPAS, quadros na qual seus pesquisadores debatiam sobre quadrinhos e educação, webtoons, inclusão, censura e até sobre filmes como “Os Eternos” e a série 007, assim interagindo com o público e também propagando a cultura em nosso país, que atualmente está cada vez mais defasada, precisando de ajuda.

10257785-1379976845604372-140627146458312326-o

Por isso que projetos como ASPAS, são fundamentais para esse fomento, pois além de difundir a arte no Brasil, também faz eventos que agora eles estão começando com os presenciais, ainda com menos pessoas, mas em breve eles voltarão a se reunir em grandes eventos nacionais e regionais, pois esse é o compromisso para fortalecer ainda mais a arte.

Além do mais, a ASPAS também atua como editora, com livros como “Sexualidade, Gênero e Feminismo nos Quadrinhos”, “As Histórias em Quadrinhos e a Escola” e “A Arte dos Quadrinhos”, entre outros. Além disso, vários de seus membros já ganharam ou foram finalistas da categoria de melhor livro teórico do Troféu HQ Mix.

2013-aspas

A ASPAS é um espaço livre e interdisciplinar desde a sua criação, que tem como seus objetivos, entender o quão justamente as diferentes perspectivas das diversas áreas do conhecimento que possibilitam a melhor compreensão de um todo imiscuído na vida cotidiana.

Para conhecer mais sobre o ASPAS acesse os endereços abaixo:

Site | Youtube

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s