“Os melhores filmes de 2017, segundo a nossa embarcação”

Neste ano o cinema foi repleto de grandes filmes, e para todos os gostos e estilos, de romance a suspense, a aventura e comédia, além de muita emoção e comoção dentre as telonas, com roteiros incríveis e atores excepcionais, que levaram frente às telas uma interpretação por completo de seus personagens, e também, fora dela.

O cinema nacional mostrou uma nova faceta, com filmes que saem do círculo novela das 9, e elevam a uma categoria mais real e próxima ao público, com películas em um tom inigualável e inusitado, fazendo com que a sétima arte nacional ganhasse destaques muito positivos na mídia internacional.

Além do mais, este ano a DC/Warner mostrou mudança e que quer levar o sucesso dos quadrinhos para dentro dos cinemas, elevando o nível de suas produções e deixando um pouco mais parecidos com as HQs, mostrando filmes com maestria e categoria, mesmo que as mulheres tenham ganhado destaque neste “departamento”, com tramas que elevam mais do que a ação e porradaria, mas principalmente, a reflexão de um mundo melhor para todos.

O terror também esteve presente em 2017, com os sucessos de IT: A Coisa e Annabelle, levando até os mais medrosos aos cinemas, e cativando com um roteiro harmonioso e apropriado, e claro, colocando muito terror e suspense e cada obra apresentada, sendo êxito nas bilheterias de todo o mundo.

E por falar em sucesso de bilheteria, Star Wars: Os Últimos Jedi estreou em alta, tanto na audiência quanto na expectativa, já que os fãs o esperavam e puderam se emocionar com a última atuação da eterna Princesa Leia, a atriz Carrie Fisher.

Os desenhos marcaram presença, com Carros 3, My Little Pony, Lego Batman, Moana – Um Mar de Aventuras, que trouxeram quase uma realidade suprema a sétima arte das animações.

E por fim, não poderíamos deixar de falar dos heróis, que marcaram com maestria cada longa-metragem lançado ao decorrer do ano, com Batman, em sua versão LEGO, Power Rangers, Thor Ragnarok, Mulher-Maravilha, Homem-Aranha, Liga da Justiça e sua força em reunir os maiores super-heróis do mundo pela primeira vez no cinema, entre outros.

2017 foi um ano de grandes estreias e performance, tanto que ao invés de selecionar apenas 1 filme, como fazemos normalmente em nossa lista dos melhores do ano, resolvemos ampliar e criar um TOP 10, pois a pauta era tão extensa, que foi difícil até fechar nos dez melhores. Mas, sem mais delongas e vamos a nossa relação dos melhores filmes de 2017:

1. Logan

O décimo longa da série de filmes do X-Men, e o último de Hugh Jackman interpretando o personagem emblemático, Logan, o filme mostrou mais do que ação e porrada, mas principalmente trouxe uma visão altruísta deste herói, mostrando-o mais humano e sensível de outras películas.

Leia nossa crítica!

2. Mulher-Maravilha

Talvez o filme mais “Girl Power” deste ano, Mulher-Maravilha trouxe a força e o empoderamento feminino de forma sútil, delicada e com muita força em mostrar e conquistar seus objetivos, da sua origem ao treinamento junto as outras amazonas em Themiscyra até sua ida ao mundo dos homens e conhecer toda a perversidade que lá habita, mostrando sua grandeza diante ao mundo.

Leia nossa crítica!

3. Bingo- O Rei das Manhãs

Bingo é quase uma autobiografia do palhaço mais famoso na década de 80 na TV Brasileira, mas ele não traz apenas a nostalgia da década, mas também traz uma época em que as pessoas podiam ser apenas elas mesmas, de forma descontraída, animada e com muito humor, alguns pesados, mas dificilmente quem assistiu este filme saiu do cinema com o sorriso de orelha a orelha e a sensação de ter vivido e aproveitado o melhor da década. Dirigido com maestria por Daniel Rezende, ele trouxe uma nova cara para o cinema nacional.

Leia nossa crítica!

4. Lego Batman

Lego Batman deu uma nova cara a Gotham City, de forma mais animada e menos sombria, o filme trouxe a autenticidade, irreverência e diversão que fez de “Uma Aventura LEGO”. Num trama caótica, aonde Coringa faz com que o Batman abandone seu perfil solitário e arrume uma equipe se ele quiser mesmo salvar a cidade.

Leia nossa crítica!

5. Dunkirk

Dunkirk é um drama baseado em fatos reais, que traz a Segunda Guerra como “pano de fundo”. Dirigido pelo Christopher Nolan, que mostra toa sua maestria e experiência em apresentar momentos árduos e provocadores da guerra aos espectadores, fazendo com que eles adentram na trama, com conceitos técnicos surreais, com enquadramentos perfeitos e fotografia ímpar, e a trilha se encaixando a cada momento.

Leia nossa crítica!

6. A Bela e a Fera

A readaptação do clássico da Disney, lançado pela própria em 1991, traz um diferencial, pois neste os personagens são reais, mas com a mesma essência e prospecção que retratava a 25 anos atrás. Com canções marcantes e representações tão emocionantes quão a animação.

Leia nossa crítica!

7. Em Ritmo de Fuga (Baby Driver)

Em Ritmo de Fuga traz a história de um jovem motorista que apesar de seus problemas de audição, ele é coagido a trabalhar para o chefão da mafia, em busc de uma vida melhor, e nesta trama têm muita música, ação e aventura, dirigida e roteirizada por Edgar Wright.

Leia nossa crítica!

8. Exraordinário

Extraordinário é um filme sútil e minucioso, que trata do Bullying de uma forma carismática e emotiva, mostrando o real significada do amor e da amizade, em que cordialidade faz o caráter e a gentileza.

Leia nossa crítica!

9. Guardiões da Galáxia Vol. 2

Guardiões da Galáxia Vol. 2 traz uma aventura com humor auto-referente, nostalgia dos anos 80 e uma dose de emoção, mas o humor está mais afiado, e os efeitos são mais impressionantes, a ação mais empolgante, com uma história mais envolvente, em que James Gunn conseguiu refinar sua prática com maestria. Além de uma trilha sonora excepcional, com os maiores hits das décadas de 70 e 80.

Leia a nossa crítica!

10. Homem-Aranha: De Volta ao Lar

Se com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades, então o “Amigão da Vizinhança” mostrou isso em “Homem- Aranha: De Volta ao Lar”, de forma divertida e bem humorada, pois ser herói e ainda um estudante e nerd do ensino médio, não é fácil, ainda mais quando a menina que ele “crusha” é a maior fã de seu lado herói, mas ele deve manter seu anonimato. Mas em suma, este é um filme simples, direto, objetivo e mostrou o Peter como ele é verdade, sem adaptações ou mudanças.

Leia nossa crítica!

Agora é esperar por 2018 que promete filmes ainda tão memoráveis quão foram lançados neste ano.

Por Staff OBC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s