1968 – O ano mais complexo da ditadura militar

ano-1968-cem-mil-multidao

O livro de hoje é sobre uma época dura que não só o Brasil, mas toda América Latina estava passando que eram o terrível golpe militar, aonde o jornalista Roberto Sander retratou em seu livro 1968 , Quando a Terra tremeu, sendo o ano-chave para a história mundial e brasileira, com episódios emblemáticos em que o Maio Francês e a Primavera de Praga, na Europa, e a Passeata dos Cem Mil e a imposição do temido AI-5, num Brasil subjugado pelo regime militar.

sanderEssa foi toda abordagem que o jornalista com mais de 20 anos de militância na imprensa esportiva e autor de diversas obras sobre futebol e História do Brasil, escreveu neste livro, que ele não ousou em limitar aos acontecimentos políticos marcaram profundamente uma época amarga no país.

Com uma trama narrativa em que é avançado mês a mês aos acontecimentos, tratando dos mais variados assuntos, desde a Guerra do Vietnã, passando pela primeira visita de Mick Jagger ao Brasil, indo para a África em pleno Apartheid, onde acontecia o primeiro transplante de coração bem-sucedido do mundo, em Havana, onde Fidel Castro fazia um expurgo no Partido Comunista cubano e para as viagens espaciais que preparavam a chegada do homem à Lua.

1968-quandoO livro 1968 – Quando a Terra tremeu, Roberto Sander explora histórias saborosas e surpreendentes sobre ciência, moda, comportamento, esporte e cultura em geral, daquele que foi um ano ainda mais complexo, assombroso e sedutor do que se sabe. De uma geração ávida por luta, que nas palavras do próprio Sander, experimentou os limites de todos os horizontes político, sexual, religioso e, principalmente, comportamental. O radicalismo e conservadorismo dos ditos revolucionários são discutidos, inclusive estabelecendo os posicionamentos de famosos.

Sander fala de todas as conquistas de uma geração que se preocupava com a conjuntura da época, entre essas conquistas estavam desde uma simples discussão sobre sexo em salas de aula à um avanço da moda que era era reflexo da rebeldia daquela geração, ou então do uso da pílula anticoncepcional, que provocava mudanças no comportamento da mulher brasileira.

ano-1968-atrizes-100-mil-a

A obra de Roberto aborda toda uma geração que queria fazer do ano de 1968, uma sede de liberdade e a vontade de vivenciar novas aventuras, quebrando as barreiras sociais e valores, até então estabelecidos por gerações anteriores. Esse novo existencialismo também rompia com um modelo estabelecido pelos governantes políticos.

Além de abordar o uso da maconha pela classe média alta, muitas vezes até como forma ideológica, a necessidade de ler autores que tinham uma visão revolucionária, como Karl Marx, Trotsky, Guevara. O jornalista ainda abordou as diversas e emblemáticas revoluções que se passava naquela época em seu livro, que muitas foram responsáveis de moldar o mundo nos seus aspectos sociopolíticos e culturais.

ano-1968-invasao-Praga-1

São 303 páginas de história, revolução e mudanças no cenário sócio-cultural do Brasil e do mundo, a leitura é uma viagem a era de temível da ditadura militar, que para a grande maioria foi um dos piores anos, mas foi a partir dessa época, que começaram as grandes revoluções, como o poder do povo votar, principalmente as mulheres, que foi vista pela sociedade como um sere humano, com empoderamento e atitude, a cada capítulo do livro se abarcam nos caráteres nacionais e mundiais mês a mês do ano de 1968.

São 12 capítulos de Sander organizou em uma apresentação, escrita pelo próprio autor e jornalista, na primavera de 2017, bem como três páginas de bibliografia. A contracapa traz uma breve nota escrita por Ruy Castro. A obra mostra um dos anos mais impactantes, em todos os aspectos, da história da humanidade.

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s