“La Cocinera de Castamar” – Um deleite gastrônomico que cativa pela delicadeza e precisão da narrativa

58

Em uma época marcada por relações distintas de classes, a jovem Clara viu sua vida mudar repentinamente, após seu pai ter ido à guerra nacional espanhola e ter desaparecido, e então, ela e sua irmã se viu desamparada, o que a faz sair em busca de liberdade e sustento para sua família, levando-a na nobre residência do Duque de Castamar.

Então, lá ela conviverá com os serviçais do palácio, e conhecerá uma novo ambiente, mas não desconhecido, pois servindo ao ducado de Castamar, a levará a exibir sua culinária extraordinária, e conquistar o apático mundo do Duque Don Diego, que desde a morte de sua esposa em um acidente brutal em um passeio a cavalo, vive isolado em sua mansão rodeado de seus empregados. Mas, a aproximação de Clara e don Diego mostrará um preludio de uma tempestade devastadora que sucederá em Castamar, ao duque e a ela mesma.

Michelle-Jenner-Roberto-Enriquez-Castamar-1549355080-134526396-1200x675

Em La Cocinera de Castamar, obra do autor madrileno Fernando J. Múñez, leva ao leitor a Espanha do século XVIII, em uma casa fria e cheia de empregados, mas após a chegada de Clara, sua comida irão os transportar a um novo ambiente, colocando todos acontecimentos permeados a uma receita delicada e precisa, mostrando a essência inerente e peculiar da trama envolvida, conquistando-os com pratos bem apresentados e preparados no lento fogão a lenha, envolvida a muito mistério, amor, segredos, interesses, amizade, lealdade, vingança e traição, conectando e

Libro-La-cocinera-de-Castamar-Fernando-J-Munez-1

envolvendo o leitor a cada capítulo descrito, fazendo com que se envolva e entrelace profundamente no enredo.

Uma obra que Fernando J. Múñez desenvolveu de de maneira íntegra e natural, não apenas para ambientar a história, para sim, transportar a vivência de Castamar aos leitores, para que todos possam se entregar e envolver inerentemente àquelas situações intensas e convidativas a adentrar nas dependências do palácio, em especial na cozinha, onde abriga o deleite comovente e extenso de toda trama envolta, transmitida pelo autor de maneira cuidadosa e elegante.

5faa71e916f70

Em 2021, a obra ganhou uma adaptação para televisão, em uma produção tão envolvente quão o livro, produzida por Buendía Estudios e coordenado por Tatiana Rodríguez para Antena 3 e Atresplayer Premium, a série estreou em fevereiro no Atresplayer Premium, em abril, no Antena 3, e posteriormente entrou no catálogo de streaming da Netflix. Estrelado por Michelle Jenner, Roberto Enríquez e Hugo Silva, que induzem a trama de forma excepcional, transportando o público para Madri de 1722.

La Cocinera de Castamar foi o primeiro romance publicado de Fernando J. Múñez, porém sua carreira literária começou desde cedo. Aos 14 anos já escrevia sua primeira novela, aos 18 desenvolvia seus primeiros de cinema, sua outra paixão no mundo das artes.

images-2

Formado em Filosofia, onde foi o início para entrar no mundo da narrativa, cinema e audiovisual, Fernando foi realizador de diversas campanhas publicitárias e curtas-metragens, o que levou a completar sua formação em Cinematografia, nos Estados Unidos. Produziu Las nornas (2012), exibido no Festival de Cinema de Alicante e na Seminci (Semana Internacional de Cinema) de Valladolid, e em 2019, lançou seu primeiro romance, emocionado e conquistando distintos públicos amantes de um drama romântico e intenso.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s